Falar Televisão

A verdade dos números

Se duvidas houvesse há alguns meses atrás, agora não já risco nenhum em afirmar que está, de facto, a mudar. E, com isto, refiro-me especificamente aos novos hábitos dos espetadores, magistralmente mostrados das audiências televisivas do passado recente.

Esta sexta-feira, a Notícias TV fazia manchete com os fracos resultados que a segunda edição de Secret Story tem obtido, comparativamente há primeira edição de há um anos atrás. E de facto, analisando as duas performances, nota-se uma diferença abismal de resultados. No entanto, e tal como Teresa Guilherme afirmou nesta mesma notícia da revista do DN, a comparação acaba por ser ingrata já que os hábitos dos espetadores mudaram drasticamente nos últimos meses, o Cabo ganhou muito mais terreno às generalistas e a televisão vai, atualmente, muito para além do pequeno ecrã.

Mas apesar de tudo isto, há que destacar um outro fator importante desta nova era das audiências televisivas: a medição efetuada pela Marktest. Independentemente destes novos hábitos de ver televisão, há resultados que esta empresa nos apresenta que são completamente irrisórios. A título de exemplo, e voltando ao reality-show da TVI, quem é que acredita que na noite de outono do passado domingo a gala semanal da Casa dos Segredos tenha ficado com uns modestos 10% de audiência média, ultrapassada pelos informativos da SIC e da TVI? Ninguém, certamente…

Claro que estamos numa nova era do consumo televisivo, mas os números descabidos que a Marktest nos oferece regularmente refletem o método obsoleto com que esta empresa faz a medição audimétrica a nível nacional, e justifica a mudança já agendada para janeiro, altura em que será  GFK a ter a autoridade para fazer essa mesma medição.

 

Tags
  • Tiago Madeira

    Concordo!! Existem números que são mesmo irrisórios!!! Aliás existem certos flops e sucessos que aparentemente não têm motivos para uma tão grande disparidade de valores… Peço desculpa pelo triste comentário que postei ontem na rúbrica, (apesar de achar que pelo menos podiam fazer referencia a promoção da TVI, pois não se trata apenas de mais uma promo, mas de uma nova fase da estação de Quelz de Baixo), mais uma vez peço desculpa!!

  • Anónimo

    Eu também concordo! Há com cada número…. outro exemplo (para além do dado no artigo) são os números que o talk-show “Você na TV!” fez nos últimos 2, 3 dias. Como é que é possível que um programa que nestes últimos meses quase que chegava aos 40% de share, de um dia para o outro desce os seus resultados e tenha menos que a “Praça de Alegria” ou, mesmo que vença, com resultados muito baixo que aqueles que está habituado a ter? Fica a pergunta. Espero que a GFK seja melhor na medição.

  • Paulo

    Também cada vez confio menos na medição de certas audiências…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close