Falar Televisão Rubricas

A TV dos 760

Falar Televisão

A notícia de que Portugal em Festa vai ser prolongado até Dezembro vem comprovar que hoje as televisões já não programam apenas a pensar nas audiências, mas sobretudo no retorno financeiro dos seus programas. Não é que isto seja algo de novo, como é óbvio. Mas tradicionalmente olha-se para a luta pelas audiências como uma procura de maiores receitas, através do investimento publicitário. No entanto, num momento em que o mercado publicitário se encontra em crise profunda, outras formas de financiamento e de rentabilização dos programas inevitavelmente ganham espaço.

Hoje as grelhas de todas as estações generalistas (incluído a RTP1, que também já tem passatempos em vários programas) estão inundadas de «760s». Linhas de valor acrescentado por tudo e por nada, desde as votações nos fóruns da SIC Notícias às expulsões nos reality-shows e outros concursos, jogos com jackpots, carros, ouro, apartamento, férias pagas… Custa-me perceber como é que num momento de crise há tanta gente a pegar no telefone e a pagar o «dízimo» dos 60 cêntimos (mais IVA, claro está). Mas estes 60 cêntimos podem ser preciosos para as estações, num momento em que toda a comunicação social é afectada pela crise.

Ao contrário de Somos Portugal da TVI, Portugal em Festa tem resultados miseráveis, e nada indica que deixe de ter até Dezembro. A SIC perdeu 47% da sua audiência nas tardes de Domingo, e não parece estar muito preocupada. Para já a preocupação principal é que o programa seja rentável, e pelos vistos cumpre esse objectivo. Veremos é se o ganho imediato não se reflecte em perdas a longo prazo. É que o público jovem e das camadas mais favorecidas sempre foi um “pilar” da SIC, e não me parece que Portugal em Festa seja um formato minimamente atraente para estas faixas do público.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close