Falar Televisão

A Feira da Ladra

José Rodrigues dos Santos tem engrossado o coro de vozes que vem da RTP mostrando uma enorme indignação com os resultados apresentados ao longo da última semana pela GFK. Mas o pivô do Telejornal talvez se tenha destacado pela forma. Na Notícias TV desta semana, diz que o novo sistema de medição audimétrica foi comprado numa “feira da ladra”.

E José não poderia ter escolhido palavra melhor. Feira. Não para classificar sistemas de medição totalmente legítimos, mas sim na forma como se adequa naquilo que se tem tornado a constante troca de galhardetes entre a televisão pública e as entidades reguladoras, tal como, a CAEM e a própria empresa contratada, a GFK.

Se há algo, até agora, a lamentar foi o facto da GFK ter sido a escolhida no concurso para a nova medição de audiências. Foi o sistema que apresentou maiores e mais crassas falhas, e, só por isso, o seu afastamento seria indiscutível. Mas a CAEM assim não o considerou, e as falhas desde o início do mês têm sido constantes e flagrantes.

Se há responsabilidade a colocar em alguém, será apenas à CAEM. Não à GFK, que se limita a fazer o seu (fraco) trabalho. Os resultados que apresenta não são nenhuma surpresa para quem esteve envolvido na eleição da empresa vencedora.

Agora, há que mudar caso haja vontade das entidades oficiais. O que não me parece provável, quando também a vontade da RTP é, certamente, circunstancial e advém do facto da estação ter caído. Porque, caso o sentido tivesse sido inverso, duvido que na Marechal Gomes da Costa as críticas seriam estas…

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close