Falar Televisão

A dança das audiências

Antes de mais, é importante ressalvar que já acompanhei as duas telenovelas que, neste momento, estão na ordem do dia. A minha escolha também já foi feita, mas também é verdade que vou dando uma olhadela pela sua concorrente. Dancin’ Days e Louco Amor são, neste momento, os dois produtos da nossa televisão que mais sucesso têm causado.

Para infortúnio desta última, a primeira está, há uma semana, consecutivamente a liderar o top de audiências. E, de diferenças escassas, registam-se já largos valores. Há razões de alarme para Queluz de Baixo? Talvez não. Estamos no verão e o consumo televisivo sofre alterações. Mas, a bem da verdade, e perdoem-me os que não vêem, Dancin’ Days é do melhor que se tem feito nos últimos tempos na televisão portuguesa.

E conseguiu aquilo que Louco Amor tem em falta. Diversão, alegria, contrastando com o terrível drama que há na história central e que no caso da história da TVI se alastra a grande parte dos núcleos. Já para não esquecer que, a nível cénico, há muita escuridão, tristeza nos cenários da trama de Tozé Martinho.

Não sei como serão os próximos dias, mas, acredito, em Queluz de Baixo já soou o alarme. E não me parece que em Carnaxide existam muito festejos. Afinal de contas, ainda é cedo para falar em liderança.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close