Falar Televisão

A crise também chega à televisão

Estamos na derradeira semana de 2011. 2012 está aí à porta e é tempo de balanços. A crise económica foi ainda mais realidade nos meses que se passaram e promete ser ainda maior nos que se aproximam. E como se não bastassem os cortes que o governo vai fazer aos nossos bolsos, a cultura também vai sofrer com os ajustamentos. Mas há mais. A televisão, sim, esse meio que até há uns tempos era totalmente gratuito (agora já não com o universo de canais por Cabo/IPTV) também vai sofrer cortes. Mas estes serão ainda maiores, sobretudo para quem ainda não tem acesso à panóplia de canais que as diferentes operadoras disponibilizam.

Agora questiona o leitor, porque diz ele, um amador na área, isto? A resposta é simples. Vamos passar a ter apenas um canal público e passaremos a ter três privados. Mas cada um deles com uma oferta que deixa muito a desejar. E vem ai um ajustamento ainda maior. Por enquanto, pouco ou nada se sabe, mas é certo que 2012 tem tudo para ser um péssimo ano na televisão. E quem escreve isto é um apaixonado pelo pequeno ecrã. Eu que consumo de tudo um pouco, mas penso agora naqueles que, como referi anteriormente, não têm acesso ao cabo.

SIC e TVI preparam-se para trazer mais e mais do mesmo que deram até aos últimos tempos. Não discuto o interesse de formatos como Tu Cara me Suena, Ganha Num Minuto!, Não me Sai da Cabeça ou Até à Verdade. Discuto apenas o simples facto de que a partir de 2012, para se ter acesso a uma aposta mais diversificada, teremos que recorrer aos canais por cabo e há muitos que ainda não os têm (e talvez nunca venham a ter).

E aqui não são só as medidas de austeridade que estão incluídas. Venha de lá um grande grupo para a RTP ou então formatos low cost que de tão brihantes, nos surpreendam.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close