Falar Televisão

15 mil Cátias

O que mais me assusta ao ver o número de inscritos na terceira edição de Secret Story é saber que os portugueses continuam com uma sede enorme de protagonismo. Muito para além do fator ingénuo da experiencia, há mais de 10 anos atrás, quando este tipo de formatos estreou no nosso país, todos os 15 mil que até agora já se inscreveram no reality da TVI vêm numa hipotética participação uma porta aberta para algumas semanas de fama, mediatismo e protagonismo. Serão certamente convidados pelos programas de day-time, não podem faltar às obrigatórias presenças nas discotecas e, com alguma sorte, ainda param nas novelas e acabam por gravar um disco.

A televisão abre portas, através de mais lixo como Secret Story, para se tornar numa rampa de lançamento acessível a qualquer um. Os concorrentes são carne para canhão, rendem audiências por uns meses e até preenchem o resto da emissão mesmo depois do concurso. Receita milagrosa para gerar, que ironia, receita. Com uma nova fornada de 15 mil concorrentes, a TVI já se pode considerar a postos para setembro. E a SIC também não deverá tardar a angariar as suas 15 mil “Cátias” para a próxima rentrée. Júlia Pinheiro não admitia uma outra solução…

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close