Estrelas na Terra

Milú



Cá estou eu novamente para mais um Estrelas na Terra, mas desta vez duplo. Desde já peço desculpa pelo atraso na divulgação da crónica, mas realmente foi-me impossível fazê-lo mais cedo devido a compromissos profissionais (faculdade). Vamos, então, ao que interessa. Hoje optei por fazer duas homenagens “póstumas” a dois actores de referência no nosso país. Foram duas perdas recentes que importa recordar a sua obra, já que deverão ser de desconhecimento das gerações mais jovens (eu incluída).

Ladies first.

 

Milú

 

 

 

Milú é o nome artístico de Maria de Lurdes de Almeida Lemos. Nascida a 24 de Abril de 1926, cedo começou a dar os primeiros passos no mundo do espectáculo. Com apenas 10 anos, estreou-se na rádio a cantar e, passados 2 anos era no cinema que fazia uma pequena participação no filme “A Aldeia da Roupa Branca” ao lado de Beatriz Costa.  

Em 1942, é "Luisinha" no filme "O Costa do Castelo", de Artur Duarte, e a sua voz imortalizou a música "Minha Casinha", mais tarde reinterpretada pelos Xutos e Pontapés, com enorme sucesso. Foi esta, talvez, a personagem de maior relevo e que a deixou na história do cinema português. É por isso que se lhe atribui o papel de rosto do cinema português na década de 40, não só pela sua beleza e fotogenia, mas, mais uma vez, pelo seu talento impressionante.

 

Participou ainda nos seguintes filmes:

Ø     Kilas, o Mau da Fita (1981) …. Madrinha

Ø     O Diabo Era Outro (1969) …. Clara

Ø     Dois Dias no Paraíso (1958) …. Diana Delmar

Ø    Vidas Sem Rumo (1956) …. Gaivota

Ø     Agora É Que São Elas (1954) …. Sketch Três Vedetas

Ø     Os Três da Vida Airada (1952) …. Lena

Ø     O Grande Elias (1950) …. Ana Maria

Ø     A Volta de José do Telhado (1949)

Ø    O Leão da Estrela (1947) …. Jujú

Ø     Barrio (1947) …. Ninon

Ø    Doce Lunas de Miel (1944)

Ø    O Costa do Castelo (1943) …. Luisinha

Ø    Aldeia da Roupa Branca (1939)

 

Para além do cinema, Milú foi também presença assídua tanto na rádio como no teatro, em especial teatro de revista. Inclusivamente, fez algumas participações pontuais em filmes espanhóis e projectos televisivos brasileiros, enquanto lá esteve a habitar. Na verdade, até era comparada às actrizes de Hollywood, sendo escolhida para capas de revistas pela sua beleza e fotogenia.

 

Milú foi/é considerada a primeira Diva do cinema português, pelo que não há muito tempo foi homenageada pela RTP numa cerimónia muito emotiva que pôde contar com a presença de muitos colegas e amigos, mas principalmente admiradores desta marcante actriz e mulher.

 

Enalteço ainda mais a sua coragem e dedicação a uma profissão que na época não seria muito bem vista pela sociedade, particularmente no que respeita ao papel da mulher na sociedade, na família, … Daí que seja importante conhecer estes exemplos, numa época em que predomina o facilitismo na entrada no meio artístico. O que é difícil é manter-se e são poucos os que o conseguem. Felizmente, o talento e empenho ainda contam…

 

Não foi só a RTP que homenageou Milú, também o Sr. Presidente da República (Aníbal Cavaco Silva) lhe atribuiu a condecorou com a Ordem Militar de Sant’Iago e Espada no ano passado.

 

Diana Casanova

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close