De Olho nos Segredos

De Olho nos Segredos – O Regresso

Terminou há instantes a primeira emissão da renovada Casa dos Segredos! E que emissão! Uma casa muito bem conseguida, com alterações que só a beneficiaram, embora pense que falta o característico sofá vermelho, mas, no geral, está muito mais interessante do que a primeira. Haverá, tal como previsto, muito mais esconderijos secretos, objetos polémicos e um jardim, de facto, muito bem conseguido.

Teresa Guilherme começou menos bem, muito mal a ler o teleponto, mas melhorou com o decorrer da emissão. É certo que é rainha neste género de formatos, mas terei sido o único a achar estranho vê-la ali e não a Júlia Pinheiro? Fiquei inúmeras vezes com essa ideia, mas é certo que a comunicadora nos vai surpreender. Conversas com os concorrentes mesmo muito boas e sempre divertidas, num estilo do qual já tinha saudades. Nota média, por não ter começado muito bem.

Quanto aos concorrentes, optei por ainda não fazer uma apreciação individual, por achar que ainda é muito prematuro. Mas fiquei com boas impressões de Filipe, Teresa, Ricardo, Daniela S e Carlos. Não gostei muito de Paulo, Susana, João J e Marco, mas admito que ao longo do programa poderei alterar a minha opinião.

Sinceramente, e comparando com o grupo anterior, penso que neste haverá muito mais polémica, mas, à primeira vista, parecem-me concorrentes mais semelhantes e isso, quanto a mim, acaba por ser mau para o formato. Mas resta aguardar para ver. Senti falta de pessoas “menos plásticas” e mais “normais”. Os rapazes são na sua maioria o esterótipo de home forte e musculado e as raparigas as loiras, bonitas e bem vestidas.

Já no que aos segredos diz respeito, penso que é um exagero haver dois casais verdadeiros, um casal falso e um ex-casal. Faria muito mais sentido a aposta em irmãos, primos, entre outros. Acabará por ser mais do mesmo. Ainda assim, achei que há segredos que causarão polémica, como o da vítima de violência doméstica, o matei um homem, o fui abandonado aos seis anos pelo meu pai e o do estudante para freira/padre. Pelo menos esperemos que sejam segredos, de facto, reais e com uma história por trás deles.

A terminar, nota positiva para a organização da gala, se bem que a escolha do cúmplice da voz por parte dos portugueses me pareceu um pouco mal pensada, a entrada podia ter sido mais bem conseguida e a forma como os concorrentes esperavam para entrar também. Entrarem aos pares também me pareceu uma má estratégia, mas compreendi-a, até porque a ideia é deixá-los confusos.

No compute geral, fiquei satisfeito, mas estava à espera de mais conteúdo, de mais diversidade de concorrentes e de menos propensão a ordinarice e envolvimento físico.

E assim termina o renovado De Olho Nos Segredos.

Estou de volta para a semana, com as análises individuais das semanas de cada concorrente!

Até lá, shiuuuuuuuuu!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close