Cine-Opinião

«World War Z»

cine opiniao 2012

cine opiniao 2012

 

 

De regresso a este Cine trago-vos uma das estreias mais aguardadas deste ano, falo do novo filme com Brad Pitt, «World War Z»!

Gerry Lane (Brad Pitt), ex-funcionário da ONU, quase perde a vida num inexplicável ataque que deixa o mundo inteiro mergulhado no caos. Mais tarde, descobre que um vírus desconhecido, responsável por transformar pessoas em zombies, deu origem a um conflito à escala mundial. Numa tentativa desesperada de encontrar uma solução, Gerry é convocado pelas entidades governamentais e enviado com uma equipa de cientistas para a zona de conflito. Objetivo da missão: entrevistar os raros sobreviventes espalhados pelo mundo, perceber como o vírus prolifera e, desse modo, encontrar maneira de acabar com a pandemia que ameaça extinguir a Humanidade.

Um thriller de ficção científica com realização de Marc Forster (“Monster’s Ball – Depois do Ódio”, “007 – Quantum of Solace”) e argumento de Matthew Michael Carnahan, baseado na obra de Max Brooks (filho do realizador Mel Brooks).

Quando pensamos em filmes de zombies pensamos no típico estereótipo de uns efeitos especiais e um enredo terrivelmente repetitivo mas «World War Z» é muito mais do que isso, para além de ter como protagonista Brad Pitt acaba por nos mostrar uma antevisão do mundo assaltado por zombies e todo o horror inerente visto de várias perspetivas. Tem toda uma panóplia de efeitos especiais a nível de imagem que impressionam mas acaba por focar-se quase sempre em Gerry, o homem que tem a missão de encontrar a origem do vírus e que tem o destino da Humanidade nas suas mãos.

Tem ainda sequências magnificamente filmadas, monstros que não se veem mas que sabemos estarem lá o que torna todo o filme uma tensão em permanência, tem o senão de tantas pessoas mortas e no entanto não se vê um pingo de sangue mas em contrapartida quando se juntam em exércitos para atacar os zombies criam impacto no ecrã.

Tendo em conta o título do filme esperava-se mais imagens de uma suposta guerra o que acaba por não acontecer. O filme não é o desastre que se anunciava, mas também não consegue atingir todo o seu potencial. Poderia ser um dos grandes filmes de zombies da década, ainda assim acabará por chamar o máximo público possível numa excelente interpretação de Brad Pitt, mas incapaz de alcançar a dimensão que ambiciona.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close