Cine-Opinião

“Love and Other Drugs”

Cine-Opinião está de volta para mais um filme. Esta semana trazemos um filme de 2010 protagonizado por Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway. “Love and Other Drugs” conta a história de ‘Jamie Randall’ (Jake Gyllenhaal), um muito bem-sucedido delegado de propaganda médica e que com o seu charme e determinação consegue cativar tudo e todos. Em especial as mulheres. Podemos dizer que ele utiliza todos os seus atributos para conseguir ser o “vendedor do mês”. ‘Maggie Murdock’ (Anne Hathaway) é o seu interesse amoroso, uma mulher solitária que também só está interessada numa relação passageira e leve, sem haver compromissos. Pelo menos no início.

Deste modo, “Love and Other Drugs” é uma comédia romântica que se foca na relação de ambos que evolui de uma simples e instintiva atração mútua e puramente física para algo mais. Apesar de ambos serem descomprometidos, eles tentam manter a relação puramente física, mas de facto não conseguem. No entanto, não podemos dizer que se trata de uma banal comédia romântica. Não, na realidade, o filme está muito bem construído e retrata temas importantes e sérios, tais como a luta desmesurada por obter o máximo de vendas, levando-nos a uma pequena visita ao mundo competitivo dos laboratórios farmacêuticos, mas também a doença de Parkinson, que acaba por afligir ‘Maggie’.

Se por um lado o filme começa com a apresentação do sucesso profissional de ‘Jamie’, passa para a evolução da relação entre o casal até se descobrir que ‘Maggie’ sofre da doença de Parkinson e isso coloca alguns entraves à relação e ambos. Não deixa de ser irónico e acaba por contrariar aquela ideia que muitas vezes as pessoas têm que as coisas más só acontecem aos outros. De facto, um homem que está ligado à indústria farmacêutica vê-se perante uma situação em que a pessoa que ama sofre de uma doença incurável. É esta fase de aceitação e compreensão do facto que também se revela interessante.

Adicionalmente, importa realçar que o elenco e em particular o par principal estão imparáveis e deixam transparecer uma química incrível no grande ecrã. Existe uma alternância entre a comédia, o romance e o drama, e também alguns momentos mais sexuais. Mas tudo isto enriquece “Love and Other Drugs” e diferencia-o de tantas outras comédias românticas. De facto, trata-se de um filme a ver, pelas temáticas que aborda, pelo fio condutor que é interessante, mas também pelo elenco. Veja que terá, certamente, umas horas bem passadas. Afinal de contas, o amor é a melhor droga.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=WKtrLiQTSM8]

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close