Cine-Opinião

«La Môme»

cine opiniao 2012

cine opiniao 2012

O Cine continua no mundo dos musicais e esta semana aborda-se uma história, provavelmente, bastante familiar de muitos ou todos os nossos leitores.

Dirigido por Olivier Dahan e protagonizado por Marion Cotillard, La Môme, conhecido também por La Vie En Rose, retrata a vida da famosa cantora Édith Piaf. Numa constante ida e vinda no tempo, La Vie En Rose apresenta-nos o desenvolvimento da pequena Édith, uma rapariga muito acarinhada pelas mulheres do bordéu onde foi deixada pelo pai, até se tornar no ícone internacional, com uma voz poderosa e uma história magnífica. Nas constantes viagens no tempo, o espectador pode observar e comparar a Édith nasceu e a Édith que morreu, a Édith que era e a Édith que se tornou, a Édith inocente e a Édith de excessos. Pode ainda aoerceber-se o que a levou a entrar no mundo dos cantores, no mundo da prostituição, no mundo do alcoolismo e muito mais.

Ao som dos êxitos de Édith Piaf, durante cerca de duas horas e um quarto, o espectador vive o drama de Édith. Destaco, contudo, e negativamente, a duração da película que acaba também por interferir no fluxo da história, na velocidade com que se desenvolve, chegando a considerar alguns momentos um pouco aborrecidos.

La Vie En Rose estreou a 25 de abril de 2007 e em baixo poderá dar uma espreitadela ao trailer.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=xujvIs0DhJU]

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close