Cine-Opinião

Cosmopolis

 

Esta semana regresso ao Cine com a mais recente produção de David Cronenberg baseada no livro de Don DeLillo e que conta com a produção de Rui Branco, tem como estrela principal Robert Pattinson à frente de um elenco que inclui Paul Giamatti, Juliette Binoche, Mathieu Amalric e Samantha Morton. O filme está em estreia absoluta no Festival de Cannes, onde compete pela Palma de Ouro…eis Cosmopolis!

Título original: Cosmopolis

De: David Cronenberg

Com: Robert Pattinson, Jay Baruchel, Juliette Binoche, Samantha Morton, Paul Giamatti, Mathieu Amalric

Género: Drama

Classificação: M/16

Outros dados: EUA, 2012, Cores, 108 min.

Links: http://cosmopolisthefilm.com/en

Sinopse

Eric Packer (Robert Pattinson) é um jovem e atraente multimilionário nova-iorquino. O filme segue o seu percurso durante 24 horas consecutivas, onde percorre a cidade que nunca dorme em busca de algo que o salve do tédio absoluto em que vive. Ao mesmo tempo, a bolsa atravessa um momento de crise sem precedentes. E Eric nunca poderia imaginar que, em menos de um dia, perderia toda a sua fortuna.

Crítica

Todos estamos cientes do imenso talento de Cronenberg mas este não é dos seus melhores filmes. Aquilo que tinha tudo para ser uma excelente adaptação da obra de DeLillo acaba por tornar-se uma obra claustrofóbica, linear e óbvia, existem tantos acontecimentos e ideias a surgir ao mesmo tempo que ficamos totalmente baralhados.

Acaba por ser uma excelente sátira à situação que vivemos atualmente, aquela tendência dark sobre o apocalipse da economia ocidental, sobre o imaginário do dinheiro e os seus efeitos nas nossas mais íntimas formas de existência, visto do interior de uma limusina num dia de trânsito infernal. A estilização das imagens acaba por dar ênfase aos atores mas falta o brilho do que podemos chamar uma obra-prima.

Ficará como um dos momentos emblemáticos da 65ª edição do Festival de Cannes e se é verdade que o cinema não perdeu o poder de nos interpelar no nosso presente, então Cosmópolis impõe-se como um exemplo ideal dessa capacidade de questionar as razões do nosso próprio olhar.

Trailer

 [youtube http://www.youtube.com/watch?v=0WpEc-rJQ3s]

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close