Cine-Opinião

Breaking Dawn – Amanhecer

 

 

Regresso novamente a este Cine-Opinião com o último filme da Saga Twilight – Amanhecer.

 

Título original: The Twilight Saga: Breaking Dawn – Part I

De: Bill Condon

Com: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Anna Kendrick, Dakota Fanning, Michael Sheen

Género: Drama, Romance

Outros dados: EUA, 2011, Cores, 115 min.

Links: http://www.breakingdawn-themovie.com/

 

Trailer

http://www.youtube.com/watch?v=uycOpnYnd5g

 

Sinopse

Depois de todas as adversidades, Bella Swan e Edward Cullen (Kristen Stewart e Robert Pattinson) casam-se, numa cerimónia de sonho, e viajam em lua-de-mel para o Brasil onde, numa ilha paradisíaca, consumam o seu amor. Poucas semanas depois, Bella descobre que, contra todas as probabilidades, está grávida de uma criatura híbrida. Apesar da felicidade do momento, ambos compreendem que as suas vidas correm perigo. É que, além do bebé crescer demasiado depressa e de uma maneira agressiva para o corpo humano, a matilha de lobos Quileute, temendo a criatura que está prestes a nascer, prepara-se para destruir mãe e cria. Assim, novamente quebrado o equilíbrio entre vampiros e lobisomens, todos se preparam para uma guerra sem tréguas…

Após o fenómeno de popularidade dos filmes “Crepúsculo” (2008), “Lua Nova” (2009) e “Eclipse” (2010), chega agora aos cinemas a primeira parte do quarto volume da saga “Luz e Escuridão”, de Stephenie Meyer, desta vez com Bill Condon na realização.

 

Crítica

Chegamos ao culminar do amor de Bella e Edward mas acaba por ser agridoce uma vez que se torna uma desilusão a maneira como é adaptado o filme. O realizador Bill Condon vai atrás do óbvio em vez de apostar nas subtilezas da história, acaba por ser o filme mais envolvente e mais romântico da Saga mas, no qual falta o lado negro e sinistro que existe na história e dão relevância sim ao drama que traz uma Bella grávida e anémica o que torna a história de amor dela com Edward em algo desapontante. Acrescente-se a isto um lobisomem, Jacob demasiado melodramático e temos um filme que não traz nada de novo mas que irá de certeza arrastar uma legião de fãs aos cinemas.

 

 

 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close