Audimetria Semanal

Audimetria Semanal (97)

Chegou o último sábado do mês de fevereiro, e a Audimetria Semanal vai fazer as contas dos sete dias que passaram. As subidas e as descidas dos formatos das generalistas voltam a estar em destaque e, no final, pode ainda ficar a saber qual dos noticiários da hora de almoço conseguiu levar a melhor sobre a concorrência na semana entre 13 e 19 de fevereiro.

Assim sendo, resta-me dar-lhe as boas vindas para a nonagésima sétima edição da Audimetria Semanal!

A surpresa

Nos últimos dias, e para quem acompanha o fórum d’A Televisão, sugeriu-se uma pausa para o concurso apresentado por Fernando Mendes. Afinal, as piadas repetidas, os jogos iguais desde há alguns atrás e o mesmo estúdio, começam a cansar os telespetadores com uma idade mais jovem. Assim sendo, defendeu-se uma aposta do primeiro canal nas séries que o levam muitas vezes à liderança nos finais de tarde de fim de semana.

Nem a propósito, Os Compadres surpreenderam no último sábado, ao ocuparem a quinta posição no top dos cinco programas mais vistos do dia. Em números, a série da RTP1 alcançou 8,7% de audiência média e 28,2% de share, um resultado muito superior aos filmes transmitidos pela SIC e TVI (Push – Os Poderosos e M:I-2).

Depois do sucesso de Vila Faia nesse horário, a estação pública volta a vencer com produções portuguesas representadas por atores portugueses. Se faria sentido uma pausa no Preço Certo, partindo do princípio de que o primeiro canal continuaria a liderar entre as 19h00 e as 20h00? Sem dúvida. No entanto, e numa altura de crise, arriscar nem sempre é a melhor opção, o que nos leva a concluir que uma das medidas para colmatar a insatisfação de vários telespetadores em relação à monotonia do concurso, passe pela reformulação do mesmo!

Já está na altura de isso acontecer!

O Destaque

Já ninguém tem dúvidas do sucesso alcançado por A Tua Cara Não Me É Estranha. Mesmo assim, o programa conduzido por Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha continua a surpreender os telespetadores e os quadros de audiências da Marktest. No último domingo, conseguiu registar a melhor audiência desde a sua estreia, ao alcançar 17,3% de rating e 53,9% de share. É certo que este resultado foi sendo constituído pela oferta da TVI desde as 18h00, que incluí um jogo de futebol, um noticiário e ainda o comentário do professor Marcelo Rebelo de Sousa.

Ainda assim, os valores obtidos apenas realçam que os portugueses já não dispensam a companhia de A Tua Cara Não Me É Estranha nas noites domingo, dando uma clara preferência à estação de Queluz de Baixo (nesse dia, subiu aos 32,1% de share).

Apesar desta realidade, é importante destacar ainda a prestação de Ganha num Minuto. Afinal, o programa apresentado por Marco Horácio, que testa a concentração dos concorrentes, conseguiu um resultado bastante razoável. Se no dia 13 de fevereiro alcançou 6,3% de rating e uma quota de mercado de 17,8%, no dia 19 chegou aos 8,1% de audiência média e 22,1% de share (nono programa mais visto do dia).

Mesmo sabendo que estes valores são abismais, os dois programas estão de parabéns!

Out

De facto, a cada semana que passa, questiono-me sobre a viabilidade do segundo canal nos tempos que correm. Se olharmos para a grelha do mesmo, debatemo-nos sobre o sentido de existirem duas estações públicas, sabendo que a programação de um passa totalmente ao lado dos telespetadores. Sim, de facto o objetivo da RTP2 é ser “alternativa”, no entanto seguir demasiado este conceito leva a que, à excepção de Zig Zag, poucos sejam os formatos que consigam ultrapassar os 3% ou 4% de share.

Felizmente, existem ainda alguns destaques positivos numa maré vermelha. É o caso do Diário Câmara Clara que, com pouco mais 5 minutos, consegue fazer aquilo que outros conteúdos com uma duração superior não conseguem. Por exemplo, na última quarta-feira, o programa foi o mais visto da RTP2, com uma audiência média de 1,6% e uma quota de mercado de 4,7%.

A meu ver, a identidade deste canal está a perder-se a cada dia que passa.

Estás aí?

A instabilidade dos valores de Perfeito Coração em muito se identifica com o título deste espaço. Afinal, onde está a novela? Num dia consegue fazer um share na ordem dos 24%, o que é razoável contudo, e no outro, fica abaixo dos 20%. Apesar de perder para a concorrência, incluindo Ilha dos Amores, Perfeito Coração registou nos últimos dois episódios resultados razoáveis.

Num horário em que a estação de Carnaxide liderava várias vezes, esta produção portuguesa, com provas de sucesso dadas em horário nobre, causou uma queda na audiência média do canal. É altura de voltar a apostar nas novelas brasileiras, uma vez que, depois de almoço, conseguem resultar melhor do que qualquer outra. Basta olhar para a RTP1.

O número

A aposta da TVI em prolongar uma emissão de Dá Cá Mais 5 até ao Jornal das 8 não dá resultado nas audiências. Prova disso foi o share do programa no dia de ontem e o de Morde & Assopra. Em números, o concurso apresentado por Leonor Poeiras ficou-se por uma quota de mercado de 15,8%, enquanto que a novela da SIC subiu aos 32,4% (quinto programa mais visto do dia, com 10,3% de rating). Já O Preço Certo alcançou 28,9% de share.

Quem vence na Informação à hora de almoço?

Na semana entre 13 e 19 de fevereiro, o Jornal da Uma levou a melhor sobre a concorrência. O noticiário da estação de Queluz de Baixo alcançou uma média de 30,2% de share, contra os 28,7% do Primeiro Jornal e, por fim, os 26,8% do Jornal da Tarde. De salientar que os resultados de Você na TV! ajudaram ao primeiro lugar da Informação da TVI a partir das 13h00.

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close