Audimetria Semanal

Audimetria Semanal (91)

É com a nova imagem da sua rubrica dos sábados à noite, que se inicia mais uma edição da Audimetria Semanal. Se, na semana passada, os destaques rondavam as repetições, a informação, o desporto e o entretenimento, no dia de hoje a atenção recai sobre as estreias que ocorreram nos últimos sete dias. Assim sendo, Dr. White e Até à Verdade são as estrelas da SIC na nonagésima primeira edição da Audimetria Semanal, ao lado de outros programas que marcaram as tabelas de audiências.

Está preparado para ficar a par dos grandes destaques da semana? Então aperte o cinto para a viagem mais rápida e incisiva sobre o universo audiométrico da Mediamonitor!

Estás aí?

As estreias que ocorreram no terceiro canal no último sábado ficaram um pouco à quem das expetativas. Se Rita Ferro Rodrigues alcançou um share mais competitivo com o seu Até à Verdade, Miguel Stanley ficou-se pelos 21,4% de quota de mercado. Mesmo tendo ocupado o sexto lugar na tabela dos programas mais vistos do dia 7 de janeiro, Dr. White não conseguiu despertar a atenção da maior parte dos telespetadores. Afinal, os portugueses preferiram a companhia da TVI e de Remédio Santo.

O caso de Carlos Castro e a presença da filha Ferro Rodrigues na Informação correu melhor do que o seu antecessor. Até à Verdade registou  6,4% de audiência média e 23,5% de share. Com uma estreia pouco promissora, como irão correr as emissões desta noite? Será que os portugueses se irão lembrar que a SIC incluí na grelha de programação deste sábado estes dois programas?

Tenho as minhas dúvidas.

Out

Apesar da estação pública ter surpreendido na segunda-feira com uma interessante reportagem intitulada O Estranho Caso Rei Ghob, no dia anterior o seu horário nobre registou um autêntico fracasso. Tal como já é hábito na grelha de programação da RTP1, a partir das 22h00, poucas são as apostas que conseguem competir verdadeiramente com a oferta das estações generalistas privadas. Assim sendo, no dia 8 de janeiro, Velhos Amigos não conseguiu melhor do que 3,4% de audiência média e 8,4% de share.

No domingo, até Cinco Sentidos conseguiu registar uma melhor performance do que a série do primeiro canal, com 4,1% de rating. Tal como já aqui escrevi várias vezes, já é altura de a direção de programas da RTP pensar numa verdadeira solução para o seu horário nobre. Transmitir conteúdos que não despertam a atenção de nem um décimo dos portugueses significa que o serviço público não está a ser bem trabalhado.

Para quando verdadeiras novidades nas noites da estação pública para além dos conhecidos concursos de cultura geral?

Surpresa

Apesar de se caraterizar pelos resultados inconstantes, na quinta-feira Dá Cá Mais 5 surpreendeu os telespetadores. Com 5,5% de audiência média e 28,2% de share, os desafios apresentados pelo programa conseguiram prender a atenção de mais portugueses do que o normal. Por outro lado, e apesar desse resultado, também nos restantes dias da semana em análise outros valores positivos foram atingidos. Na terça e na quarta-feira a quota de mercado do concurso ultrapassou os 23%, o que dá algum alento a Leonor Poeiras.

Afinal, a apresentadora que dá a cara há vários anos por formatos similares, conseguiu uma semana nas audiências que há muito tempo não alcançava. Será que, com Iva Domingues ao comando de Dá Cá Mais 5, os resultados se irão manter?

Veremos.

O Destaque

Apesar de se notarem a olhos vistos os problemas do segundo canal em captar a atenção dos telespetadores durante toda a semana, no último sábado os resultados alcançados foram positivos. Assim sendo, é de referir que a RTP2 registou 4,8% de share, valor para o qual contribuíram as prestações de Zig Zag, Couto & Coutadas, Três Andamentos ou Family Guy.

Conduzido por José Cáceres, Três Andamentos é uma série de cinco programas que destaca a equitação, as coudelarias, as diferentes raças de cavalos, entre outros temas. Apesar de se tratar de uma repetição da estação pública, os portugueses parecem ter apreciado o formato, uma vez que na última emissão os resultados foram razoáveis: 2% de audiência média e 6% de share.

À sua frente apenas ficou o programa de caça da RTP2 que, desde o seu início, tem surpreendido cada vez mais telespetadores.

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close