Audimetria Semanal

Audimetria Semanal (88)

audimetria_semanal2

É na noite deste 24 de dezembro que a Audimetria Semanal deseja a todos um excelente Natal. Numa época tão especial, a verdade é que nem as audiências descansam para aproveitar a consoada ou, quem sabe, provar o gosto do bacalhau salgado e dos sonhos doces.

Assim, neste sábado, a sua rubrica está de regresso para a octogésima oitava edição. Os destaques centrar-se-ão em diferentes áreas, contudo não deixarão de ser incisivos, como sempre.

Em jeito de quadra, seja bem vindo à Audimetria Semanal!

O Destaque

O Destaque de hoje vai para o programa de magia de Mário Daniel. Apesar de, durante algumas semanas, passar despercebido, mantendo o seu público fiel, no último sábado conseguiu surpreender, ficando inclusivamente à frente do diário da segunda temporada de Casa dos Segredos. Mesmo sabendo que o horário de transmissão foi diferente, a audiência média alcançada por Minutos Mágicos foi semelhante à obtida pelos melhores momentos do reality-show da TVI.

Em números, enquanto Mário Daniel registou 8,8% de rating e 24,9% de share, os concorrentes da TVI diferenciaram-se apenas no segundo indicador, com quase 28 pontos. Um bom sinal para a SIC que, nesse dia, apesar de não ter transmitido nenhum jogo de futebol, conseguiu que o seu horário nobre fosse competitivo. Por outras palavras, o Jornal da Noite foi o noticiário mais visto do dia, tendo ocupado a segunda posição do top dos 5 programas com maior audiência de sábado, e o Circo de Monte Carlo registou igualmente um bom resultado: 8,7% de audiência média e 28,5% de share.

É caso para dizer que faz todo o sentido apostar em emissões especiais, pois estas levam a que os telespetadores ganhem um maior interesse pelo formato em causa.

Estás ai?

O primeiro filme de sábado à tarde da TVI conseguiu alcançar um bom resultado, surpreendentemente. A pergunta Estás Aí? dirige-se, sem dúvida, para o filme Sozinho em Casa 2 – Perdido em Nova Iorque. Depois de tantas repetições, e de tantas vezes a ver as mesmas caras, e a conhecer o mesmo final, os telespetadores não se importaram de visualizar o filme.

A prova está nos valores alcançados, que deram à TVI uma “quase liderança”. Apesar de ter ficado atrás de Alta Definição, a audiência de Sozinho em Casa 2 – Perdido em Nova Iorque foi bastante razoável: 4,8% de rating e 30,1% de share.

É caso para dizer que, no Natal, os portugueses não se importam de ver as tão famosas repetições, que permitem às estações de televisão poupar alguns euros nas grelhas de programação.  Sozinho em Casa já é uma tradição nesta época festiva, que permitiu ao canal da Media Capital registar um bom resultado no dia 17 de dezembro.

Surpresa

Já é de esperar os bons resultados alcançados nas férias escolares pelos desenhos animados do segundo canal. Assim sendo, também já é costume que Zig Zag surpreenda no top das audiências da RTP2. Durante os dias em análise foram várias as vezes em que o programa constou nessa lista, com destaque para a última quinta-feira, na qual o bloco matinal, transmitido entre as 7h00 e as 14h00, alcançou 1,3% de audiência média e 12,3% de share.

É a RTP2 no seu melhor, a fazer concorrência não só às generalistas como ao próprio conjunto de canais temáticos cujo o público-alvo se centra nos mais jovens.

Para além de Zig Zag, também o especial sobre Angélico Vieira transmitido pela estação de Queluz de Baixo no último sábado despertou a curiosidade da maior parte dos telespetadores, sendo fãs ou não do falecido ator e cantor. Assim, e no segundo lugar do top dos cinco programas mais vistos do dia esteve Angélico, ao registar 12,3% de audiência média e 30% de share.

É caso para dizer que, esteja onde estiver, Angélico Vieira continua a agarrar multidões ao seu trabalho.

Out

A música e a Informação andaram de mãos dadas esta semana. Se, no sábado, Top + não foi além dos 2,9% de audiência média e 17% de share, a Grande Entrevista, emitida na última quinta-feira, não conseguiu melhor do que 7,9% de rating e 20,3% de share. Com as atenções viradas para D. José Manuel Cordeiro, os portugueses preferiram continuar sintonizados nos noticiários da concorrência.

Quanto ao programa musical do início de tarde de sábado da RTP1, pouco mais há a acrescentar. Francisco Mendes e Isabel Figueira não fazem milagres, e só com uma profunda alteração no formato se conseguirá agradar a uma maior fatia de telespetadores.

Para quando esta tão necessária mudança?

Já é altura!

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close