Audimetria Semanal

Audimetria Semanal (79)

audimetria_semanal2

A caminho das oitenta edições, a Audimetria Semanal deste sábado centra-se na ficção e no entretenimento. Apesar destas escolhas, também a Informação é relembrada, assim como os reality-shows. Já sabe quais são as escolhas desta semana?

Não? Então sintonize-se com o Pai à Força, a Alma e a Gente, os especiais da segunda temporada de Peso Pesado e a telenovela Remédio Santo para perceber porquê!

Conto consigo!

RTP1

O último episódio de Pai à Força, transmitido no último domingo, deu nas vistas. Num dia em que as segundas temporadas de Peso Pesado e Casa dos Segredos ditavam o abandono de dois concorrentes, a série da estação pública destacou-se no horário que antecedeu o Telejornal.

Em números, Pai à Força ascendeu aos 8,1% de audiência média e 25,6% de share, tendo sido o segundo programa mais visto do primeiro canal, e o sétimo mais visto do dia. À mesma hora, a concorrência apostava em filmes, nomeadamente O Rafeiro e O Código da Vinci. Tanto para a SIC como para a TVI, essas transmissões não resultaram. A produção protagonizada por Pepe Rapazote venceu, e provou que anteceder os noticiários de fim de semana com séries pode surtir resultados para a estação pública.

Apesar de, mesmo com um lead-in razoável, o Telejornal ter sido o menos visto de domingo, conseguiu comparecer no top dos cinco programa mais vistos do dia, com 10,1% de audiência média.

De referir igualmente que, no sábado, também a série Os Compadres liderou no horário das 19h00, combatendo desta forma os filmes transmitidos pelas privadas.

RTP2

Conduzido por um dos maiores historiadores portugueses, A Alma e a Gente tem feito história no segundo canal. Apesar de, em tempos, ter conseguido atingir melhores resultados, é ainda na atualidade um dos grandes programas da RTP2.

Aos sábados, pelas 19h30, José Hermano Saraiva dá a conhecer aos telespetadores figuras que fizeram história na nossa pátria, que pelos mais variados motivos merecem ser destacadas.

No último, dia 15 de outubro, o programa foi o sétimo mais visto da RTP2, tendo registado 0,9% de rating e 3,4% de share. Tendo em conta que deixei de seguir A Alma e a Gente há algum tempo, temo que o seu conteúdo e forma de realização tenham permanecido praticamente idênticas. O objetivo de se preservar a essência do programa e, simultaneamente, do próprio apresentador, assim o exigiam.

No entanto, será que algumas mudanças mais profundas não levariam a melhores resultados?

Afinal, os ingredientes estão lá, só faltam as ideias!

SIC

Já toda a gente reparou que a segunda temporada de Peso Pesado está longe de obter os resultados alcançados pela primeira. A concorrência não o permite, nem os próprios canais temáticos, que têm sugado vários telespetadores das generalistas. Desta forma, e pressupondo que a direção de programas da estação de Carnaxide já chegou a esta conclusão, para quê lançar Daniel Oliveira às feras aos domingos, após a gala?

Os especiais conduzidos pelo apresentador de Alta Definição até podem funcionar como uma recompensa pelo seu trabalho, mas não resultam em termos de audiências. Assim, e se ao domingo Bárbara Guimarães e os seus concorrentes até conseguem alcançar um valor razoável, qual o propósito de se transmitir de seguida um especial que leva a que os telespetadores do terceiro canal fujam para a TVI?

Em números, e no último domingo, esta aposta da estação de Carnaxide registou apenas 5,6% de audiência média e 17,7% de share, ficando claramente atrás do final da gala da segunda temporada da Casa dos Segredos e, “felizmente”, à frente do filme transmitido pela RTP1, Eu sou a Lenda.

Perante tais resultados, qual seria e será o objetivo pretendido por Luís Marques e companhia limitada?

TVI

Se há novela que tem conseguido ser, durante as últimas semanas, a mais vista, é Remédio Santo. A produção da estação de Queluz de Baixo, apesar de não atingir as mesmas audiências que as suas antecessoras, tem mantido o seu público fiel agarrado aos ecrãs.

Da autoria de António Barreira, e com um elenco de luxo composto por nomes como Margarida Marinho, Rita Pereira, Patrícia Tavares ou João Catarré, Remédio Santo tem funcionado como um autêntico fármaco para o horário nobre do canal da Media Capital.

Por exemplo, durante esta semana, e à exceção de terça-feira, dia em que a RTP1 transmitiu uma partida de futebol para a Liga dos Campeões, a novela da TVI marcou sucessivamente o top dos cinco programas mais vistos do dia, não dando hipóteses à concorrência.

Mesmo com a nova aposta de Carnaxide a dar cartas na programação do terceiro canal, a verdade é que Rosa Fogo ainda tem de captar a atenção de muitos telespetadores para conseguir fazer frente a Remédio Santo.

Afinal, esta é a prova de que a ficção da TVI é ainda um dos seus grandes trunfos. E contra provas, não há argumentos!

Número da semana

8,3%

Foi esta a audiência média registada pela final de MasterChef. O concurso conseguiu ser o sétimo programa mais visto do dia.

Até para a semana!

  • Tiago Madeira

    Pois é, contra provas nao ha argumentos… Por isso nao sei o sentido que fazem as declarações da Julia, eu gosto muito dela, mas percebe.se que enquanto profissional da sic tenha de defender a sic… é triste!!!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close