Audimetria Semanal

Audimetria Semanal (67)

audimetria_semanal2

Na sexagésima sétima edição da rubrica de audiências d’A Televisão, temos em conta a estreia de 5 Para a Meia-Noite, com as novas apresentadoras de serviço, assim como a despedida da primeira temporada de Peso Pesado dos ecrãs de Carnaxide. Por outro lado, não esquecemos igualmente o novo olá da telenovela Ilha dos Amores, que passou a estar em reposição desde a última quarta-feira no canal da Media Capital. Por fim, e sabendo que Portugal também se faz de comédias, como se portou a RTP1 com Último a Sair?

Saiba tudo na Audimetria Semanal deste sábado. Afinal,  o nome diz tudo!

RTP1

Criou algum suspense juntos dos mais curiosos através da rede social Facebook e, como tal, a sua estreia foi aguardada com impaciência por vários telespetadores. Numa noite em que a SIC lançava o segundo episódio de Peso Pesado, e a TVI o primeiro capítulo de Perdidos na Tribo – Famosos, a estação pública acabou por ficar em terceiro lugar, contudo os resultados foram satisfatórios. Por outras palavras, no dia de estreia, este Último a Sair alcançou 7,2% de audiência média e 17,9% de share.

Passados cerca de três meses, na noite em que Roberto Leal se sagrou vencedor, o concurso da estação pública despediu-se com 5,2% de rating e 14,9% de share. O que dizer sobre estes resultados, questiono? Sem ter alcançado a liderança, é de salientar que a aposta da RTP1 conseguiu manter o seu público fiel, que se situou numa média de 600 mil telespetadores.

Por outro lado, e apesar das críticas de alguns, a verdade é que os muitos foram os takes que não deixaram os portugueses indiferentes, e que fizeram sucesso no Youtube. Assim, e mesmo sabendo que nem sempre os diários do programa alcançaram resultados estáveis, o balanço deste Último a Sair só pode ser positivo, nem que seja apenas por ter existido uma tentativa de inovação na grelha de programação por parte da direção de programas RTP1.

RTP2


Estreou na segunda-feira a quinta temporada de 5 Para a Meia-Noite, e os resultados deram que falar. Com duas novas caras na equipa de apresentadores, a direção de programas da RTP2 não poderia estar mais satisfeita, nomeadamente com a aposta em Carla Vasconcelos. Por outras palavras, a emissão de segunda-feira do talk-show do segundo canal alcançou 1,4% de audiência média e 12,3% de share, valores que espelham igualmente o facto de se tratar da estreia de mais uma temporada do formato. No entanto, não é de menosprezar os restantes resultados, que ficaram sistematicamente acima dos 5% de share, e no lote dos dez programas mais vistos do segundo canal.

É caso para dizer que, apesar de já se terem passado mais de dois anos da primeira emissão de 5 Para a Meia-Noite, os telespetadores continuam atentos ao programa. Aliás, tendo por base este aspeto, podemos referir igualmente uma espécie de comunidade, que não perde uma emissão, que tenta acompanhar todos os convidados, que não quer ficar de fora.

Por fim, de salientar neste regresso que, talvez, na próxima edição dos prémios de televisão da TV 7 Dias, o talk-show conduzido por Carla Vasconcelos, Luís Filipe Borges, Nilton, Pedro Fernandes e Luísa Barbosa, possa ser novamente nomeado. Quem sabe?

SIC


Terminou no último domingo a primeira temporada de Peso Pesado. Com a eleição de Fábio como o vencedor dos 50 mil euros, e de Filipe enquanto vencedor do prémio de casa, o reality-show da estação de Carnaxide prendeu os telespetadores aos ecrãs nacionais, ao alcançar o segundo melhor resultado desde a sua estreia. Com 16,3% de audiência média e com um share superior a 50%, o concurso da estação de Carnaxide não só foi o programa mais visto do último dia de agosto, como venceu a concorrência em larga escala. Em números, a gala especial de Perdidos na Tribo não foi além dos 7,2% de rating, mais 2% que a final de Último a Sair. Aliás, é importante comparar esse resultado do concurso apresentado por Leonor Poeiras com os valores alcançados pela emissão do último domingo de Fama Show: ambos atingiram a mesma audiência média.

Apesar desta vitória, é de salientar igualmente que sem os diários de Peso Pesado, o horário nobre do canal de Pinto Balsemão ficou mais frágil. Não Há Crise não conseguiu vencer Remédio Santo, e Laços de Sangue deixou de ter um lead-in forte para combater Anjo Meu. Apesar de a novela da estação de Carnaxide conseguir alcançar o primeiro lugar em alguns dias, nem sempre a diferença para o segundo classificado é significativa, como havia sido com os diários do programa conduzido por Júlia Pinheiro.

O que reservará a reentré para o horário nobre da SIC? Boas ou más notícias (resultados)?

TVI

Os maus resultados de A Tarde É Sua, assim como dos restantes talk-shows da concorrência, estão a levar as estações de televisão a apostar na ficção no horário após o noticiário da hora de almoço. Se a RTP1 e SIC já haviam seguido esta estratégia nos últimos anos com algumas estreias e reposições, a TVI decidiu regredir alguns anos na sua programação, e apostar na telenovela Ilha dos Amores. Da autoria de Maria João Mira, e tendo sido eleita a melhor produção de sempre emitida pela estação de Queluz de Baixo, a direção de programas procura agora acabar com os shares inferiores a 20% do talk-show apresentado por Fátima Lopes.

Apesar disso, e mesmo sabendo que os primeiros resultados em termos de audiência média foram competitivos, é de salientar que os portugueses continuaram alheios a Fátima Lopes. A deslocação do público para os canais temáticos pode ser uma justificação, contudo a própria saturação dos temas tratados neste tipo de programas também não ajuda a uma subida de audiências.

É verdade que estamos numa época atípica, contudo é necessário afirmar que “os portugueses não são assim tão burros”. Numa altura em que o Cabo está a ganhar terreno de forma excepcional, é preciso inovar nas grelhas de programação dos canais generalistas. Tanto Portugal no Coração, como Boa Tarde ou A Tarde é Sua precisam de algo muito simples: uma reforma.

Número da semana

31,9%

Foi este o share alcançado pelo Cabo e IPTV na última quarta-feira. A TVI atingiu os 24,7%, e a SIC e RTP1 ficaram abaixo dos 20%. É caso para dizer que tanto o mês de Julho como o de Agosto ficarão para a história na televisão portuguesa, pela performance dos canais temáticos frente aos generalistas.

Até para a semana!


  • Luis Fernandes

    O Boa Tarde já teve uma reforma. O programa tem tudo para liderar, só falta é o público aderir

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close