Audimetria Semanal

Audimetria Semanal (64)

audimetria_semanal2

Os últimos dias foram marcados pela estreia de MasterChef, no primeiro canal, e igualmente por algumas surpresas na tabela dos mais vistos das restantes estações de televisão em análise. Assim, e para além do novo programa da RTP1, é de destacar os resultados de National Geographic na RTP2, as vitórias de Peso Pesado na SIC, e a liderança de Você na TV! na TVI. Apesar disso, nem todos os conteúdos televisivos referidos se incluem nas figuras centrais da Audimetria Semanal deste sábado.

Fique a saber tudo… agora!

Seja bem-vindo à edição número 64 da rubrica de audiências d’A Televisão!

RTP1

Faz parte dos grandes destaques da semana que passou. A estação pública estreou um programa que já havia marcado pontos na televisão por cabo. Seguindo esse “feedback”, a direção de programas não hesitou, e lançou Sílvia Alberto na descoberta dos melhores cozinheiros portugueses. O resultado foi visto no último sábado, quando os vários concorrentes procuraram cair nas graças dos três jurados de MasterChef.

Assim, e em números, o novo programa do primeiro canal atingiu os 8,3% de rating e os 26,1% de share, ocupando a quarta posição na tabela dos cinco mais vistos de sábado. Apesar de não ter vencido a novela da TVI, MasterChef conseguiu ficar à frente de Tás Aqui Tás Apanhado, dando uma espécie de garantia de manter os resultados na próxima semana.

A meu ver, Sílvia Alberto cativou os telespetadores nacionais para que estes acompanhassem o concurso da estação pública no dia 16 de julho, contudo questiono se isso não acontecer. Depois de Projeto Moda, será possível que o primeiro canal tenha investido num sucesso mundial, e que este passe despercebido no nosso país? Se isso acontecer, algo deve ser reformulado…

Resta aguardar e ver o que acontece.

RTP2

Já está na grelha do segundo canal há vários anos, sendo comandado por Fernanda Freitas desde a sua saída da estação de Carnaxide. Apesar desta longevidade, a verdade é que Sociedade Civil não tem conseguido impor-se, ainda por mais sabendo que trata de assuntos bastante semelhantes aos dos talk-shows da concorrência. Assim, estes valores espelham o quê: o desconhecimento dos telespetadores nacionais, ou a falta de promoção do segundo canal?

Apesar de o programa da RTP2 debater temas mais específicos, com indivíduos que têm conhecimentos nas mais variadas áreas, A Tarde É Sua ou Boa Tarde, por exemplo, tendem a fazer exatamente o mesmo. A única diferença baseia-se no fato de estes dois talk-shows serem transmitidos por duas estações privadas.

Finanças, acidentes em casa, direitos dos consumidores ou dicas ambientais, são temas tratados nas quatro estações televisivas, contudo no segundo canal estes tendem a passar muitas vezes despercebidos. Raramente Sociedade Civil aparece no top dos dez programas mais vistos da RTP2, e mesmo sendo transmitido num horário onde o público não está tão concentrado em frente ao televisor, os números continuam a ser-me estranhos. É pena, pois Sociedade Civil é de facto um programa de interesse público e de serviço público.

SIC


E porque as madrugadas também são de competição entre as estações de televisão nacionais, as da SIC não foram esquecidas. Foi na última terça-feira que as séries do canal de Pinto Balsemão atingiram valores bastante satisfatórios. Se o episódio de CSI: Nova Iorque alcançou os 3,8% de audiência média e os 31,7% de share, o de Investigação Criminal aproveitou o lead-in e chegou aos 2,6% de rating e 34,6% de share. Sabendo que o público tende a migrar para o cabo a partir das 23h00, é positivo para a estação de Carnaxide que estas duas séries, mesmo repetidas, alcancem valores consideráveis.

Por outro lado, não é de esquecer que ambos os episódios referidos conseguiram uma audiência média superior à de Boa Tarde ou de Querida Júlia, talk-shows exibidos em day-time.

É caso para dizer que o terceiro canal tenta assim estender, minimamente, o seu horário nobre, ao contrário do da RTP1, que tende a terminar imediatamente após a emissão de Quem Quer Ser Milionário – Alta Pressão.

TVI

A aposta da estação de Queluz de Baixo na Festa dos Tabuleiros, evento que tem captado a atenção de milhares de portugueses desde há vários anos, correu bem. Cristina Ferreira, acompanhada de Nuno Eiró, conseguiu colar os telespetadores nacionais aos ecrãs da TVI, levando a que a emissão alcançasse os 7,1% de audiência média e 32,8% de share. Ora, a vitória do canal da Media Capital foi evidente, e nem as críticas em relação à forma como o programa foi estruturado, fizeram desmotivar a direção de programas do mesmo. Assim, o Festival Medieval de Óbidos é o próximo local no qual a equipa TVI marcará presença, estando assim prometida uma tarde de muita animação e música popular.

Sabendo que a RTP1 tende igualmente a promover as tradições nacionais, cabe agora à TVI ajudar nessa árdua tarefa. Os custos de produção não são tão elevados, os telespetadores recebem em casa uma programação diferente, e os resultados tendem a ser superiores.

Mais motivos para se diversificar?

Estas foram as minhas escolhas para a semana que passou… e as suas, direccionam-se para que conteúdos televisivos?

Diga de sua justiça através dos comentários no site, ou no fórum d’A Televisão.

 

  • Carlos Teixeira

    os episodios que tao a dar de CSI sao ineditos…

  • Carlos Teixeira

    os episodios que tao a dar de CSI sao ineditos…

  • Ana Cláudia Oliveira

    Eu gostei de ver de novo o Nuno Eiró com a sua boa disposição

  • Ana Cláudia Oliveira

    Eu gostei de ver de novo o Nuno Eiró com a sua boa disposição

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close