Audimetria Semanal

Audimetria Semanal – 36ª Edição

alt
Boa noite! Seja bem-vindo à 36ªedição da “Audimetria Semanal”!

Mó de cima- Gala de Natal da TVI


alt
Esta semana, na Mó de cima, o destaque vai para a já tradicional gala de Natal da TVI, que nesta quinta feira obteve 14% de rating e 47,4% de share, ajudando o canal de Queluz de Baixo a atingir os 33% de share nesse dia. Foi uma gala divertida, onde os telespectadores tiveram a oportunidade de ver as caras da estação em prestações bastante engraçadas e, por isso, muito apreciadas pelo povo luso.
No meu entender é esta a chave do sucesso. Se assim não fosse, a concorrência não tinha sido praticamente esmagada pelas estrelas de Natal da estação de Queluz de Baixo. Tanto “Laços de Sangue” como todo o horário nobre da RTP1 acabaram por sofrer as consequências do entretenimento que a Gala de Natal ofereceu aos portugueses.
Mina da Semana- Natal de Esperança

Já que nesta época natalícia as emissões especiais de solidariedade na televisão portuguesa acontecem com maior frequência, na mina desta semana também temos uma emissão de Natal, desta vez na grelha da SIC: “Natal de Esperança”. Todos sabemos que o programa “Companhia das Manhas” não obtém resultados razoáveis. Porém, este especial de Natal ainda conseguiu ser pior. No período da manhã alcançou apenas 1,5% de audiência média e uns meros 15,6% de share. Já no período da tarde esta emissão registou uma melhoria significativa com 4,5% de rating e 24,4% de share. No entanto, sabendo que este especial teve muitas horas no ar, tendo ocupado uma grande fatia da grelha da SIC de quinta-feira, o péssimo resultado da estação de Carnaxide (20%), fica em parte a dever-se a tal manifesto de solidariedade. O programa foi monótono, não despertou muito interesse, tinha convidados musicais, algumas conversas pelo meio, mas pouco mais que isto. Talvez esta seja uma forma de explicar o fracasso de “Natal de Esperança”.
Numa maratona televisiva como esta pedia-se mais ideias e mais ritmo.

Salto Alto- “Jornal Nacional”

alt

Não deixa de ser irónico, num tempo em que Júlio Magalhães é fortemente criticado, o “Jornal Nacional” ter aumentado os seus resultados. Na última quinta- feira o noticiário da TVI conseguiu 11,1% de rating e 28% de share, tendo superado a concorrência. Depois de um período baixo ao nível de resultados audiométricos na informação de Queluz de Baixo, parece que esta está a reerguer-se. A participação de convidados em estúdio no “Jornal Nacional” e o facto de, nos últimos tempos, terem sido várias as notícias que preocupam os portugueses, favorecem a que os telespectadores passem a dar a palavra aos jornalistas do canal da Media Capital.
Uma pergunta a… João Cotrim Figueiredo
alt
Os resultados da “Casa dos Segredos” têm sido estrondosos. Aos domingo, os portugueses dão a palavra de ordem a Júlia Pinheiro, que impera frente aos “Ídolos” da SIC. Os quase 50% de share justificam o risco de se apostar numa segunda temporada do reality-show passado dois meses de a primeira ter terminado?

Porque no te callas André Cerqueira?



alt
Esta semana André Cerqueira, numa entrevista ao “Jornal de Noticias”, afirma que as novelas portuguesas são as melhores do mundo. Concordo que se tenha que dar mérito às produções lusas após a conquista de um “Emmy”. Foi um feito nunca antes conseguido, e que vem provar que as telenovelas têm não só criado com os telespectadores uma empatia imediata, como toda a evolução na qualidade da ficção nacional. No entanto, mesmo tendo este factor em conta, ainda estamos um pouco longe de atingir o patamar das novelas da TV GLOBO, feitas no “mundo” que é o PROJAC. Não só por produzirem novelas há mais anos que nós, o que constitui um factor importante, mas também pelos argumentos, pelos enredos. Actualmente, e na minha opinião, as novelas portuguesas, no que toca à inovação e aos argumentos, deixam um bocadinho a desejar. Daí a importância de termos o contributo de um escritor brasileiro consagrado, autor de muitos sucessos, como Aguinaldo Silva, que supervisiona o argumento da novela da SIC “Laços de Sangue”. Com ele, os telespectadores conseguem notar esta diferença quando, por exemplo, preferem ver “Escrito nas Estrelas” e “Caras e Bocas” em detrimento dos “Morangos com Açúcar” e também “Laços de Sangue”, que tem conseguido fazer frente a “Sedução”. Os resultados provam isso mesmo, tal como é possível verificar nos quadros de audiência que a Marktest lança todos os dias para o mercado.

É muito importante termos um contacto com o método de trabalho e de escrita de um profissional com quem podemos aprender muito. Não duvido que a produção nacional evolua cada vez mais com o tempo, podendo até chegar ao nível das novelas brasileiras. No entanto, é necessário ter cautela com o que dizemos para a imprensa. Porque no te Callas André Cerqueira?

MMV – Minuto Mais Visto da Semana
alt
O Minuto Mais Visto desta semana foi ganho pela TVI. Os portugueses prefiram ver, no dia 5 de Dezembro, a gala da “Casa dos Segredos”. O duelo entre Ana Isabel e Joana acabou por prender a atenção de mais de um milhão e oitocentos mil telespectadores às 22:30 desse dia. Em segundo lugar neste campeonato ficou a SIC. A partida entre o Sporting e o Lille alcançou 18,7% de audiência média às 21:53, no dia 1 de Dezembro.

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close