Audimetria Semanal

Audimetria Semanal – 30ª Edição

alt
Boa noite. Seja bem-vindo à trigésima edição da rubrica de audiências do Televisão-Opinião: Audimetria Semanal.

Salto Alto – Vidas Contadas

alt

O programa de reportagens de Judite de Sousa voltou a dar nas vistas! Na última segunda-feira, Vidas Cotadas chegou aos 14,8% de audiência média e 34% de share. A jornalista da estação pública conseguiu assim vencer a reportagem que a TVI transmitiu, intitulada Geração de Viragem. Cerca de um milhão e tercentos mil telespectadores acompanharam o trabalho de Judite Sousa e, acima de tudo, vieram comprovar, mais uma vez, que faz sentido continuar a apostar em informação no início do horário nobre das estações de televisão. Curiosamente, nesse mesmo dia, o Telejornal foi o noticiário mais visto pelos portugueses. José Alberto Carvalho deve estar satisfeito com os resultados da sua equipa em matéria de audiências para a RTP1. Afinal, esta é uma área tipicamente dominada pelo canal do Estado. Se assim não fosse, como teria o Jornal da Tarde dessa segunda-feira chegados aos 38,8% de share?
Com ou sem um bom antecedente, a verdade é que a estação pública continua a ter sucesso com os seus trabalhos de reportagem, com os seus noticiários e, já agora, com os seus pivôs. Neste sentido, sem saber o que dizer mais sobre este assunto questiono: what else?

Na mó de cima – Meu Amor

altSão poucas as vezes que destaco as novelas da estação de Queluz de Baixo nesta rubrica. Razões? Não é para mim motivante estar constantemente a comentar um produto que lidera nas audiências. No entanto, quando os resultados são de facto arrasadores, não me resta outra opção se não referi-los. Na segunda-feira, também no dia do grande resultado de Vidas ContadasMeu Amor conseguiu alcançar os 52,8% de share. Na sua última semana de exibição, a novela conseguiu esmagar a concorrência, nomeadamente os episódios especiais de Escrito nas Estrelas. A produção da Globo, no dia 18 de Outubro, não conseguiu fazer melhor que 13,6% de share, no horário das 23:30. Com uma nomeação para um Emmy, Meu Amor brilhou nos ecrãs da TVI e encantou nos quadros de audiência da Mediamonitor. Para além de ter captado a atenção de milhares de portugueses, a novela deu provas do trabalhos de alguns actores. Falar para quê? Está à vista de todos!

 
 
A Mina – Passione
 
 

alt

A novela brasileira continua a não surtir efeito. Passione, que raramente surpreende pela positiva, tem vindo a demonstrar não ser capaz de captar a atenção dos portugueses. A direcção de programas da SIC bem tenta que a produção da Globo melhore os seus resultados, alterando-a constantemente no horário. No entanto, os dez minutos mais cedo ou mais tarde em que a mesma vai para o ar, continuam a não surtir efeito nos portugueses.
Apesar de Meu Amor ter, nesta semana, obtido grandes resultados devido aos seus últimos episódios, desde sempre a telenovela da TVI goleou a da SIC. Por outras palavras, o problema de Passionenão se deveu apenas à forte concorrência, mas também à própria história. Desta vez, o Brasil não encantou Portugal, nem mesmo com um bom elenco de actores.
Os resultados ficaram à vista de todos. A novela da Globo, nos últimos dias, obteve uma média de share à volta dos 22% de share, sendo que num dos dias em análise se ficou pelos 15,7% de share. Números baixos para uma estação comercial.
MMV – Minuto Mais Visto da Semana

alt
Minuto Mais Visto desta semana foi ganho pela RTP1. A partida entre a Islândia e a selecção portuguesa obteve, no dia 12 de Outubro, pelas 21:23, 26,3% de audiência média e 59,7% de share. Em números quase dois milhões de portugueses estavam sintonizados na estação pública aquela hora.
Em segundo lugar neste campeonato ficou a TVI, com o episódio deEspírito Indomável do dia 13 de Outubro. A novela chegou aos 18,6% de rating às 22 horas e 35 minutos dessa quarta-feira.

 

Porque No Te Callas?

Nesta semana, reforço um aspecto salientado por Nuno Azinheira, numa das suas crónicas do Diário de Notícias. Afinal, os telespectadores do Cabo, caracterizados por procurarem conteúdos diferentes aos que são disponiblizados pelas generalistas, proporcionaram ao canal do TVI Direct Secret Story audiências “anormais”. De tal maneira, que o mesmo chegou a fazer parte dos top dos mais vistos do cabo, ultrapassando a RTPN, AXN, Hollywood e, por incrível que pareca, a RTP2! A questão que se coloca é óbvia: não seria o conteúdo do canal exlusivo no serviço MEO um conteúdo a abominar pelos espectadores da televisão por cabo? Se sim, então como se explicam o sucesso que este TVI Direct Secret Story está a alcançar? É por isso altura de oferecer o Porque No Te Callas? a todos aqueles que se habituaram a chamar de “burros” os telespectadores das generalistas. Afinal, os “espertos” também gostam de acompanhar reality-shows com polémica. Para quê estes estereótiposa afinal?

Uma pergunta a… Neemias Silva
 

 

Tenho acompanhado Ídolos, tal como Secret Story, e costume querer que Neemias Silva, concorrente que se destacou noscastings, está no lote dos quinze finalistas do talent-show da SIC. Compreendo que, pela sua tenra idade, o nervosismo seja normal. É verdade. No entanto, para um jovem que, no programa, afirmou já não ser novo nas lides da música, estar constantemente a chorar não é um bom preságio para a sua perfomance nas galas do Ídolos. É necessária mais calma e concentação, por mais difícil de alcançar que sejam.

 

30 emissões – Uma novidade

alt

 

 

Para a semana, o meu lugar nesta rubrica vai ser cedido ao novo colaborador do Televisão-Opinião, Ivo Justino. É verdade! A partir do próximo sábado poderá contar com diferentes perspectivas audiométricas do seu novo comentador de televisão. Boa sorte afilhado!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close