Audimetria Semanal

Audimetria Semanal – 29ª Edição

alt
Boa noite. Seja bem-vindo a mais uma edição da rubrica de audiências dos seus sábados à noite: Audimetria Semanal.

A estreia de… Escrito nas Estrelas

A nova novela da estação de Carnaxide está a sair-se bem. Na sua primeira semana de estreia, Escrito nas Estrelas ultrapassou várias vezes a barreira dos 30% de share, tendo liderado consecutivamente no seu horário de exibição. Empacotada entre Caras & Bocas, a produção da Globo provou, mais uma vez, que as novelas brasileiras continuam a ser apreciadas em Portugal. Um exemplo disso foi o facto de o programa de Fátima Lopes ter passado para segundo lugar. Ninguém reparou em tal facto, ou foi impressão minha?
Com a emissão das duas produções da Globo a partir das 17:40, Agora É Que Conta deixou de aparecer no top dos dez programas mais vistos do dia. À excepção de terça-feira, a TVI ficou a perder com a estreia da SIC nas suas tardes. O que se irá passar na próxima semana?

Na Mó de Cima – RTP1

alt
Na semana que passou a estação pública deu nas vistas. Não só colocou o terceiro canal a um canto, como ameaçou a liderança da TVI. Com shares médios entre os 25 e os 33%, a RTP1 provou que a sua programação, de um certo modo “alternativa”, consegue ser competitiva. Com um Bom Dia Portugal a liderar durante três horas e meia, a alegria da Praça continua com o primeiro lugar. O mesmo acontece com o Jornal da Tarde, que consegue resultados bastante razoáveis para dar um Poder à novela que o sucede. Por sua vez, Portugal no Coração e Portugal em Directo conseguem os mínimos exigidos em termos de audiências, para oferecer à estação pública alguma estabilidade. Apesar de algumas oscilações, ambos os formatos têm sido alvo de um percurso mais sorridente do que o que havia sendo traçado até aqui. A partir das 19:00, a audiência permanece na estação pública, com Fernando Mendes. Sendo repetição ou não, O Preço Certo já está novamente acima de Morangos com Açúcar e de Caras & Bocas. O Telejornal continua a superar as audiências dos noticiários da concorrência: Jornal da Noite e Jornal Nacional. Ainda de referir a perfomance de Quem Quer Ser Milionário – Alta Pressão que, apesar de já não ter a força do Verão, oferece ao primeiro canal resultados consistentes no seu fraco horário nobre. A partir das 22:30, os problemas começam para a RTP1, com os shares a baixar para os 10/15%.
No entanto, até lá, a estação pública troca as voltas da TVI e da SIC. Afinal, qual a principal adversária das privadas? As próprias, ou a RTP?

A Mina – Secret Story (Diário)

O reality-show da TVI ainda tem muito para dar. A imprensa está repleta de notícias sobre os concorrentes, os telespectadores estão empolgados, as filas dos autocarros servem para os seguidores de A Casa dos Segredos colocarem as suas opiniões em dia. No entanto, em termos de audiências, o diário do concurso está a ir-se um pouco abaixo. O que aconteceu esta foi uma prova disso. À excepção de segunda e sexta-feira, os restantes dias da semana foram marcados com audiências razoáveis para os segredos de Leonor Poeiras e Pedro Granger. Tendo em conta o investimento que o reality-show implicou para a estação de Queluz de Baixo, será que o razoável, leia-se 30% de share, chega? Afinal, não conseguiriam as novelas fazer muito mais? Obviamente que é necessário diversificar a grelha de programas, mas penso que algo não está a correr tão bem nos diários de Secret Story. Será que fui só eu que notei?

MMV – Minuto Mais Visto da Semana

altO Minuto Mais Visto desta semana foi ganha pela RTP1. A partida entre a selecção portuguesa e a Dinamarca, transmitida no dia 8 de Outubro, pelas 22:33, obteve 24,4% de audiência média e 60,7% de share. Ao todo, cerca de dois milhões e tercentos mil espectadores estavam sintonizados na estação público aquela hora.
Em segundo lugar neste campeonato ficou a TVI. A gala de A Casa dos Segredos chegou aos 20% de rating, pelas 22:34, no dia 10 de Outubro.

Porque No Te Callas?

O Porque No Te Callas? desta semana não é dirigido a um director de programas, ou a um apresentador. A questão é colocada a todos aqueles que, ao longo dos últimos tempos, têm criticado a contínua aposta do que não é nacional na grelha de programas da SIC. Tal como podemos verificar, a estação de Carnaxide continua a valer-se das novelas da Globo. Escritos nas Estrelas e Caras & Bocas são um exemplo disso, ao contrário de Passione. Apesar de a última novela do canal não conseguir captar boas audiências, as da tarde não estão a dar tréguas à concorrência. Se há um ano, Nós Por Cá procurava impôr-se, a aposta da SIC nas produções da Globo acabou por ser certeira. Verdade seja dita, esta decisão, comum de há tantos anos atrás, já não é nova para ninguém.

Uma pergunta a… José Fragoso.

alt
Operação Triunfo estreia dentro de uma hora. Questiono o director de programas do canal do Estado sobre as expectativas que tem sobre este talent-show. Qual o objectivo do mesmo? Chegar ao sucesso alcançado por Ídolos, ou dar alguma energia às noites de fim-de-semana do primeiro canal?

Até para a semana!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close