Audiências à Lupa Rubricas

Audiências à Lupa: outubro 2012

audiencias_lupa2012

Com algum atraso face ao esperado, devido a condicionantes «geográficas» da minha parte, vamos avançar para o Audiências à Lupa de outubro. Entramos portanto no derradeiro trimestre de 2012 e onde tudo se pode decidir, com as generalistas já a terem as suas apostas da rentreé a todo o vapor. Não percamos mais tempo e vejamos as Audiências à Lupa.

Podemos observar que o Cabo está, como já vem sendo hábito, muito destacado face às generalistas, pelo que não nos merece grande destaque nem causa surpresa. Contudo, algo que é relativamente novo e vinha sendo já indiciado no mês de setembro é que o horário nobre da SIC se tornou mais competitivo, o que veio melhorar o seu desempenho no global diário. A verdade é que a ficção da TVI tem vindo a perder força e apenas o seu reality show «Secret Story 3» consegue salvar a honra do canal, conseguindo bons resultados, mas particularmente e indiscutivelmente aos domingos. Isto, naturalmente, tem a ver com a aposta falhada (acho que podemos utilizar esta palavra) em «Toca a Mexer» por parte da SIC [a RTP1 é uma nulidade aos domingos, portanto nem deve ser aqui considerada].

Apesar disso, vemos que durante a semana a SIC consegue aproximar-se «perigosamente» da TVI na média geral, sendo contudo importante frisar que a estação de Carnaxide precisa agora de melhorar o seu daytime, visto que só dessa forma conseguirá dar o salto para vencer a TVI.

Outro facto que deve ser apontado é mesmo o resultado deplorável que a RTP1 tem vindo a registar. É possível constatar que raras são as vezes que consegue ficar acima dos 15% de share médio diário. É uma situação que já vinha sendo tendência, mas que não deixa de ser degradante para uma estação pública que emite formatos de tanta qualidade e que, por estarem no canal em que estão, não têm o devido reconhecimento e prestígio. É pena.

Quanto à RTP2 também tem valores ligeiramente abaixo dos seus habituais, mas mantém-se constante ao longo do mês. Vejamos contudo, como se comportam os canais aos fins de semana.

O que podemos constatar através deste gráfico é que, de facto, «Secret Story 3» faz milagres e não dá qualquer tipo de hipóteses à concorrência. Veja-se os resultados da TVI aos domingos, por oposição com as restantes generalistas. A verdade é que não existe na televisão atual nenhum formato que possa combater este sucesso de audiências que é apresentado por Teresa Guilherme. Não existe, e dificilmente vai existir num futuro próximo.

Apesar disso, importa notar a constância da SIC nos fins de semana, que se não é «espetacular», também acaba por lhe permitir «cumprir» os serviços mínimos. A RTP1 é que vai sempre a mínimos nos fins de semana. «Top Chef» e «Estado de Graça» não têm cativado os portugueses, ou pelo menos aqueles que «contam».

Para concluir mais este Audiências à Lupa vamos aos números do mês, resumidos no quadro que se segue.

Apesar de ter havido uma aproximação, a SIC continua a mais de 2% da TVI na média do mês, mas a apenas 1% nos dias úteis. É caso para dizer que «falta um bocadinho assim» (isto é, ter talk shows que cumpram). Contudo, aos fins de semana o fosso acentua-se, por força do sucesso de «Secret Story 3» e das polémicas que vão sendo engendradas pela Voz.

O Cabo, esse, continua com resultados estrondosos, sendo o seu mínimo substancialmente superior ao máximo de qualquer das generalistas. A TVI regista ainda uma grande amplitude de resultados, mas a conseguir, ainda assim, conservar e cimentar a sua liderança ao nível das generalistas.

Em suma, vemos que as audiências estão mais interessantes, por estarem mais renhidas, mas falta algo mais, para a SIC conseguir tornar esta luta ainda mais acesa. É preciso mais qualidade no seu daytime e encontrar um formato à altura de «Secret Story 3», ou num futuro próximo de «A Tua Cara Não Me É Estranha». A ver vamos como Carnaxide vai conseguir consolidar a sua ficção nos próximos meses.

Novembro é o mês que se segue e nós vamos novamente olhar as Audiências à Lupa. Fique atento.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close