Audiências à Lupa Rubricas

Audiências à Lupa: março 2012

audiencias_lupa2012

audiencias_lupa2012

Embora com algum “delay” face ao que desejaríamos, trazemos em dose tripla, a partir de hoje, o Audiências à Lupa de março, abril e maio de 2012, no sentido de colmatar esse atraso e progredirmos na nossa análise das audiências da televisão portuguesa.

Comecemos pelo que interessa – as audiências globais do mês de março.

março1

Março foi o mês que marcou a estreia da nova empresa de medição audimétrica e com essa estreia vieram muitos problemas, muitas dúvidas e, acima de tudo, muitas críticas. De facto, houve dias em que as audiências foram bastante questionáveis (não foi possível obter os dados completos de dia 4 de março de 2012). Com esta mudança, houve um crescimento do Cabo, uma aproximação da SIC à TVI, e a RTP1, essa, ficou-se cada vez mais frequentemente abaixo dos 15% de share.

Muitos são os que têm referido que a SIC foi o canal que saiu mais beneficiado com esta alteração da amostra utilizada para medir as audiências, mas será que não eram os outros canais que seriam privilegiados com a anterior amostra? Qual será a mais fidedigna? De facto, é difícil de dizer, pois não conhecemos em detalhe a amostra e, portanto, não conseguimos determinar com exatidão qual é a mais representativa da população global.

Assim, podemos dizer que nunca as audiências foram tão colocadas em questão como agora. De facto, a GFK não tem ajudado a credibilizar os números que disponibiliza, devido aos frequentes erros, gralhas e omissões. Se é preciso dar tempo ao tempo, a verdade é que já era altura de ter acertado “a mão” e nos facultasse números credíveis.

Nota-se, claramente, uma maior instabilidade audimétrica entre as generalistas, registando valores bastante dispares ao longo do mês, mas o Cabo, esse continua a liderar. A TVI embora à frente da SIC, sofreu uma ligeira quebra face aos meses anteriores ou ao sistema de medição anterior, como preferirem.

Vejamos, agora, como se comportaram os canais aos fins-de-semana.

Março2

Aos fins de semana a tendência mantém-se. A RTP1 fica quase sempre abaixo dos 15% de share, com o Cabo contrariamente a ficar sempre acima dos 30% de share. A TVI, essa, continua a registar valores superiores aos da SIC, mas notando-se um crescendo se compararmos a evolução ao longo do mês por parte de Carnaxide.

Em suma, podemos dizer que aos sábados e domingos existe cada vez mais uma preferência mais acentuada pela oferta do Cabo e uma fuga para as generalistas. No entanto, e considerando os eventos recentes, talvez não seja bem assim, com as apostas da TVI e SIC a conseguirem cativar os portugueses. Porém, essa será uma análise a efetuar num próximo Audiências à Lupa.

Observemos, então, os números do mês de março.

março quadro

Tal como já foi referido, a alteração do sistema de medição teve implicações práticas nos resultados das generalistas. No mês de março o Cabo destacou-se e muito dos restantes canais, com a TVI e SIC a aproximarem-se. Já a RTP1, essa, afundou-se talvez de forma irremediável, pelo menos até a uma eventual privatização. Neste âmbito também é importante ter em conta o efeito dessa decisão na mente dos telespetadores. Será que o canal público foi “apenas” prejudicado pela nova medição audimétrica ou terá o factor privatização prejudicado os resultados do canal? Será isto apenas um jogo de bastidores para reduzir o preço de uma eventual privatização? Só o futuro o dirá… e a GfK. Esperemos que com mais eficiência e rigor.

Amanhã há mais Audiências à Lupa, não se esqueça de consultar A Televisão. Até lá!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close