Audiências à Lupa Rubricas

Audiências à Lupa: maio 2012

E hoje terminamos a dose tripla de Audiências à Lupa, com a análise do mês de maio. Não percamos mais tempo e avancemos com a evolução mensal das audiências de maio de 2012.

Tal como é possível observar pelo gráfico, a tendência de afastamento entre Cabo e generalistas acentuou-se nos últimos meses, com a TVI e SIC a estarem bastante mais próximas do que há uns meses. Por outro lado, a ainda estação pública está mais afastada, bem como a RTP2, que agora não chega aos 5% de share. Deste modo, podemos ver que não existem grandes alterações face aos meses anteriores, sendo apenas de destacar que com a estreia das grandes apostas da TVI (“A Tua Cara Não Me É Estranha”) e da SIC (“Ídolos”) a luta tornou-se bastante desequilibrada, aos domingos. De facto, o programa da estação de Queluz de Baixo não tem dado hipóteses e é responsável pelos picos registados aos domingos.

Em termos de amplitude dos valores registados, nota-se uma grande instabilidade, com as três principais generalistas a terem valores muito díspares ao longo do mês, com especial destaque, mais uma vez, para a RTP1, que tem registado valores pavorosos para as suas ambições. Porém, vejamos como se comporta o canal aos fins de semana.

Este gráfico vem confirmar aquilo que já tínhamos referido, os domingos são da TVI. No entanto, também podemos ver que a estação consolidou a sua posição nos fins de semana, nunca sendo ultrapassada por nenhuma outra generalista. Isto é reflexo das suas apostas em ‘festas’ nas tardes de sábado e domingo, bem como o seu produto forte – “A Tua Cara Não Me É Estranha”. Para além disso, nota-se também uma ligeira quebra nos valores do Cabo, enquanto a estreia de “Ídolos” não veio alterar de forma substancial os valores registados pela SIC. Quanto à RTP1, os alarmes de calamidade já soaram de certeza, porque as audiências que cativa são ridículas.

É importante frisar também que ao longo da semana também tem havido uma luta ‘renhida’ entre os produtos de ficção do canal 3 e do canal 4, tornando esta ‘guerra’ mais interessante, visto que não se cinge apenas à luta pelos domingos (embora sejam estas as audiências que mais atraem os fãs dos canais).

Vejamos, portanto, os números do mês de maio.

Através deste quadro é possível constatar que apesar de próximas, a SIC e TVI estão ligeiramente mais distantes do que em abril, sendo que a distância para o Cabo, essa alargou-se. A RTP1, essa, mantém-se trágica, bem como a RTP2, num ‘ataque’ aos canais públicos, ou então houve apenas uma mudança de hábitos (será mesmo?).

Veja-se a diferença entre os máximos e mínimos de todos os canais, números que revelam grande instabilidade e que os portugueses estão cada vez menos cegos pelo que os seus canais favoritos oferecem, mas antes, começam a alargar horizontes e a diminuir o fanatismo. De notar, ainda, que houve uma ligeira modificação no âmbito da diferença entre dias úteis e fins de semana. Agora, a SIC é mais forte durante a semana, enquanto a TVI é imbatível nos fins de semana, tal como já falámos.

A luta está renhida e mais interessante do que nunca. Se há quem não acredite nos resultados divulgados pela GfK, a verdade é que são eles que valem e não são verdadeiros apenas quando nos adita. Fanatismos aparte, esta luta está ao rubro e o Audiências à Lupa voltará, em breve, com a análise de junho. Até lá!

  • kapyta

    O que é que se passa que ainda não apareceu o “Audiências à Lupa” de Junho e Julho?!?!?!

  • kapyta

    (apenas de Junho, pois este mês ainda não acabou!)

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close