Audiências à Lupa

Audiências à Lupa: junho 2011

audiencias_a_lupa

As audiências têm estado muito animadas, com os canais de televisão a estarem tendencialmente mais próximos em termos audiométricos. O mês de junho demonstra isso mesmo. Olhemos as Audiências à Lupa.

O que podemos concluir é que a TVI se mantém na liderança mas agora com menos margem e intercalando as vitórias diárias particularmente com o Cabo e SIC. A verdade é que as audiências no mês de junho foram muito renhidas, o que demonstra ou uma quebra da TVI ou uma subida dos restantes concorrentes. Porém, é importante referir que foi a RTP1 que alcançou o máximo do mês, no dia 4 de junho, enquanto no resto do mês tem havido mais luta entre as quatro forças.

Esta aproximação poderá também ter a ver com a sazonalidade das audiências, com o verão a chegar, os portugueses alteram tendencialmente os seus hábitos, sem falar na redução do consumo. Este aspeto parece estar a prejudicar sobretudo a TVI, inclusivamente no horário nobre, uma faixa em que era quase imbatível há uns meses. Peso Pesado e Laços de Sangue parecem estar a cativar os portugueses, assim como a diversidade oferecida pelos canais de Cabo. Assim, teremos de aguardar pela rentrée para perceber se esta tendência se manterá. Entretanto, vejamos as audiências de fim-de-semana.

Como habitualmente existem diferenças substanciais aos fins-de-semana face ao que se verifica nos dias úteis. A TVI apenas conseguiu ganhar um sábado no mês de junho, perdendo sempre nos restantes dias de fim-de-semana, fruto das tardes de cinema em que tem vindo a investir, ficando por vezes em 4º lugar. O destaque nestes dias vai para a força do Cabo que tem vindo a crescer muito, havendo depois uma alternância entre a RTP e SIC na luta pelos primeiros lugares. Porém, é mesmo o Cabo que tem vindo a ganhar mais preponderância.

É de notar, ainda, que a RTP1 se apresenta extremamente inconstante, tendo agora tendência a perder para as restantes estações desde os últimos fins-de-semana do mês, com valores abaixo dos 20% de share. O mesmo se aplica à RTP2, que também se revela muito instável, com melhores resultados, tendencialmente, aos sábados.

Olhemos, então, para os dados médios do mês no quadro apresentado em seguida.

Tal como referido anteriormente, verifica-se uma aproximação do Cabo face à liderança da TVI, mas também um crescimento da SIC e RTP1, com particular destaque para os fins-de-semana em que a estação de Queluz de Baixo, de Carnaxide e a estação pública estão muito próximas, com valores médios a rondarem os 23% de share. A destacar-se está o Cabo neste período, não obstante ter valores inferiores nos dias úteis.

Outro aspeto que se deve dar conta é o facto de haver uma grande amplitude de resultados audiométricos nos casos da RTP1 (mais de 10 pontos de share), SIC e TVI (à volta de 9), o que pode estar associado à “desfidelização” dos telespetadores levando a uma imprevisibilidade das suas escolhas. Porém, é o Cabo que revela ser mais constante, com valores máximo e mínimo bastante próximos. Creio que podemos dizer que estamos a entrar na era do Cabo, com tudo de bom e mau que isso possa ter, mas creio que sobretudo os portugueses procuram diversidade que só os canais temáticos que constituem o universo Cabo podem oferecer.

Dito isto, é de salientar também a aproximação entre as três principais estações de televisão que acrescenta interesse a esta luta audimétrica. Será que a possível privatização da RTP viria alterar estas dinâmicas, colocando em causa os atuais postos? É interessante verificar quais seriam as consequências de ter três estações privadas. A luta seria mais renhida ou teríamos apenas mais do mesmo?

Numa altura em que estamos no fim do primeiro semestre do ano, importa analisar a evolução das audiências ao longo dos primeiros meses de 2011. É já quinta-feira que vamos olhar as Audiências do 1º semestre à Lupa. Não perca!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close