A Voz de Portugal em Análise

A Voz de Portugal em análise (3ª semana)

O final deste sábado só poderia acabar com mais uma gala d’A Voz de Portugal. Paulo Gonzo iniciou o programa, dando corpo a uma magnífica atuação. Por outro lado, Catarina Furtado entrou em direto de uma forma única, ou seja, repleta de à vontade e beleza. Foi assim que se iniciou mais uma noite de expulsões no talent-show da estação pública.

Preparado para a análise d’A Televisão? Então sintonize-se com o seu site preferido e… desfrute! Contamos com o seu comentário!

Equipa Rui Reininho

Denis Filipe foi o primeiro concorrente a atuar no palco d’A Voz de Portugal. Interpretando um tema original dos Muse, Neutran Star Colison, o jovem de Torres Novas demonstrou gostar da música em causa, dando-lhe um cunho pessoal. Pelo contrário, e na minha opinião, João Castro e o seu Let’s Dance não se destacaram. Faltou um pouco de originalidade e, talvez, de energia. Por fim, e no caso da prestação de João Pedro Rosas, apesar de ter dado vida a uma bonita música dos Coldplay, The Scientist, não a apreciei de todo. Comparando-a com outras atuações, ou melhor, covers, os seus falsetes ficaram à quem do esperado.

Depois de ouvidos os três concorrentes, Rui Reininho optou por Denis Filipe, considerando a performance do jovem a melhor da sua equipa.

Equipa de Anjos

Vasco Duarte foi dos poucos concorrentes que cantou uma canção portuguesa. Não sou o único, dos Xutos & Pontapés, ganhou vida com o jovem, assim como um pequeno “trocadilho” com os Anjos, tal como Martim Vicente havia feito no apelo ao voto do público na final da quarta temporada do Ídolos. “És um dos roqueiros da nossa equipa, se não o roqueiro”, referiu Nélson Rosado. Seguiram-se as gémeas Inês e Luísa, que cantaram Telephone, de Beyoncé e Lady Gaga. Na minha opinião não surpreenderam, concentrando-se demasiado na versão original da canção. Mesmo com os elogios de Anjos, senti um “mais um mesmo” na atuação das concorrentes. Para terminar, Joana Garcia deu a voz por Like a Virgin, de Madonna. A estudante de enfermagem demonstrou confiança em cima do palco, deixando de lado o nervoso comum nestes diretos. Assim, a energia foi visível na sua prestação.

A dupla de cantores acabou por salvar “a pessoa que cantou em português”, ou seja, Vasco Duarte.

Equipa de Paulo Gonzo

“Chego a esta fase da Voz de Portugal, porque tenho um leque fantástico de colaboradores”, afirmou Paulo Gonzo depois da atuação de Salomé Caldeira. A concorrente encantou com um tema de Aretha Franklin, Natural Woman, mas não surpreendeu. Noutro plano esteve Sílvio Switha que, a par de Vasco Duarte, interpretou uma canção portuguesa dos Expensive Soul. 13 mulheres ganhou vida na voz do jovem, e um certo brilho. Paulo Gonzo orgulhou-se da prestação de Sílvio, afirmando o seguinte: “Fiquei muito contente por teres chegado até aqui”. Bianca Adrião foi a última a cantar pela equipa de Paulo Gonzo, dando vida a um bonito tema de Beyoncé. Em Listen, a concorrente colocou toda a plateia e telespetadores sintonizados à sua voz. Segura, poderosa e confiante, a jovem chegou e arrasou, dando provas do seu enorme talento.”Os ensaios nunca correram mal  à Bianca. Ela tem dez vezes mais para dar”, confessou o seu mentor. A melhor do grupo.

Bianca Adrião acabou por ser salva pela segunda vez consecutiva.

Equipa de Mia Rose

A atuação de Salvador Seixas foi das mais aguardadas da noite. A cantar perto das claques, o concorrente voltou a surpreender com a sua voz, num tema de Sarah McLanchlan, Angel. “Ele vai ganhar”, afirmaram vários fãs do formato da RTP1 na página oficial do Facebook. Afinal, a afinação e o sentimento aliaram-se nesta atuação, merecendo o jovem vários elogios por parte dos jurados. Depois do concorrente, chegou a vez de Débora Gonçalves surpreender no palco da Voz de Portugal com Beautiful, um original de Christina Aguilera. Com uma entrega total, e um toque original, a sua performance foi diferente da esperada. A ex-participante do Ídolos voltou a demonstrar a sua versatilidade enquanto cantora, e a surpreender Mia Rose. Para Nélson Rosado, Débora Gonçalves recriou a música de Christina Aguilera. Por fim, Ana Carolina Veiga foi a última concorrente a atuar neste sábado no palco do formato do primeiro canal. Interpretando Rome wasn’t built in a day, dos Morcheeba, a jovem esteve ao melhor nível, com um tom de voz bastante doce. Afinada e segura, deu igualmente à música um toque pessoal, não caindo no erro de exagerar na sua prestação. Por vezes, ou melhor, várias vezes, gritar não é a melhor opção. A salvação deveria recair entre ela ou Débora Gonçalves.

Assim sendo, Mia Rose acabou por optar por Salvador Seixas.

A melhor Voz

Entre as certeza de Bianca Adrição e Débora Gonçalves, Ana Carolina Veiga foi a que mais me surpreendeu nesta noite. O seu timbre e afinação provaram o talento que possuí. Por esse motivo, elego-a como a melhor Voz da noite!

A pior Voz

Com uma música interessante, a Voz que menos se destacou nesta noite foi a de João Castro. Considero que o concorrente ficou à quem das expetativas, a par de João Pedro Rosas.

Out of voice

Da equipa de Rui Reininho, João Castro foi o menos votado pelos portugueses. João Pedro Rosas levou assim a melhor, prestando provas no concurso da RTP1 dentro de duas semanas. As gémeas Inês e Luísa despediram-se dos Anjos, pois Joana Matias registou a preferência dos telespetadores. Numa escolha difícil, Sílvio Switha foi o mais votado da equipa de Paulo Gonzo, levando para casa o passaporte para a próxima gala. Salomé Caldeira disse adeus aos jurados e ao público do programa. Por fim, os portugueses preferiram que Débora Gonçalves permanecesse n’A Voz de Portugal, no lugar de Ana Carolina Veiga.

[divider]

Depois de expulsos os quatro concorrentes, resta-me despedir-me e desejar-lhe uma boa semana de trabalho. Para o próximo sábado cá estarei para analisar o talent-show da estação pública.

Até lá!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close