A Reportagem Rubricas

A Reportagem – O regresso do “Ídolos”

O início

Um ano e meio depois da consagração de Sandra Pereira, aquele que é o talent-show do canal de Carnaxide que mais edições já teve, está de regresso aos ecrãs.

Quinta temporada, a mesma magia de sempre. A dupla de apresentadores, Cláudia Vieira e João Manzarra mantém-se. O grupo de jurados é que não, com excepção do veterano Manuel Moura dos Santos, é claro. Para os lugares de Roberta Medina, Laurent Filipe e Pedro Boucherie Mendes chegaram Bárbara Guimarães, Tony Carreira e Pedro Abrunhosa.

Foram quase 17000 os jovens, entre os 16 e os 28 anos, que tentaram a sua sorte nas audições. Mas poucos foram os que conquistaram o passaporte para a fase seguinte. No dia em que se inicia a Fase do Teatro, o programa estreia em televisão. Mas, até às galas em direto ainda há muito para ver, não esquecendo também a fase do Juízo Final.

Para já, existe uma certeza. Entre todos os candidatos, estará, certamente, o novo Ídolo de Portugal.

No dia de estreia do programa, A Televisão revela-lhe tudo o que tem que saber sobre este novo Ídolos!

Quanto à produção, volta a estar a cargo da Fremantle Portugal.

Image and video hosting by TinyPic

  • Audições

Nesta primeira fase os candidatos apresentam-se perante o júri e têm de cantar acapella, ffazendo o seu melhor para impressionar não só com a sua voz, mas

também com a sua postura e atitude. O pontapé de saída foi dado no Porto no dia 18 de Fevereiro onde perto de 6000 candidatos se apresentaram no Centro de Congressos da Alfândega do Porto. Seguiu-se depois o Centro de Congressos de Braga, que viu chegar cerca de 3000. O Centro Cultural de Belém, em Lisboa, foi a paragem seguinte e por lá se reuniram 5000 candidatos. A Última Oportunidade foi no Centro de Congressos do Estoril, em que 3000 pretendentes ao título de próximo Ídolo de Portugal tentaram a sua sorte.

Destes quase 17000 candidatos, apenas perto de 150 foram apurados para a próxima ronda.

Image and video hosting by TinyPic

  • Teatro

No Centro de Espectáculos do Tróia Design Hotel, os candidatos apurados da fase anterior têm a oportunidade de cantar num palco, mostrando ao júri todo o seu potencial. São três as provas eliminatórias pelas quais vão passar e, no fim, vão restar apenas 30 candidatos para a fase seguinte.

1ª Prova Fase Palco – Chorus Line

 Em grupos de 10 colocados em chorus line, um a um cantam com microfone um excerto de uma canção. Imediatamente o júri elimina alguns concorrentes.

2ª Prova Fase Palco – Trios

Dividos em trios escolhidos pelos próprios candidatos apurados da prova anterior, terão de escolher uma canção de uma lista elaborada pela produção, e cantar com uma coreografia idealizada pelos três elementos. No final de cada atuação o júri decide quem fica e quem volta para casa.

3ª Prova Fase Palco – Piano

Individualmente os restantes candidatos escolhem uma de entre várias canções selecionadas pela produção e, acompanhados ao piano, terão de provar merecer passar à fase seguinte.

 Image and video hosting by TinyPic

  • Juízo Final

 Esta fase inclui uma entrevista com o júri onde os candidatos são avaliados de uma forma mais pessoal e exigente. Os cerca de 30 jovens apurados têm de lutar contra a tensão de uma entrevista decisiva que avaliará a personalidade, a atitude, a vontade e a fibra de cada um.

Estas conversas poderão ser individuais, em pares, ou até em grupo. Os candidatos poderão ter de cantar se for essa a vontade do júri, mas basta um passo em falso para ficarem fora da competição.

Image and video hosting by TinyPic

  • Galas em Direto

A derradeira fase marca o momento em que o júri deixa de decidir. Os quatro jurados não terão mais poder decisivo sobre o destino de qualquer um dos concorrentes, mas continuarão a avaliar os candidatos semana após semana. Ao público caberá a responsabilidade de encontrar, de entre os finalistas, o Ídolo de Portugal!

Todas as semanas os finalistas apresentam-se ao vivo e em direto e no final da gala, um deles será eliminado.

Assumiram a condução do Ídolos na terceira temporada e desde cedo revelaram uma boa cumplicidade e entrosamento. Para esta temporada, chegou a falar-se de que Cláudia Vieira podia não fazer parte do grupo, contudo, a equipa não foi alterada e a dupla que faz com João Manzarra mantem-se firme e hirte. São eles quem vão ajudar os concorrentes a descomprimir depois de elevados momentos de stress, são eles quem os vai animar, reconfortar. Mais do que apresentadores, serão um ombro amigo.

Se a dupla de apresentadores não foi alterada, o quarteto de jurados acabou por sofrer profundas alterações. Cedo se começou a especular de que apenas o veterano Manuel Moura dos Santos continuaria e foi mesmo o que acabou por se confirmar.

Seguiu-se depois Bárbara Guimarães, que abraçava assim um novo desafio na sua carreira. Ao seu lado, Tony Carreira, o homem que mais discos vende no nosso país. E o quarto elemento? Quem seria? A imprensa insistiu no nome de Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés. Houve até quem escrevesse que seriam apenas três elementos. Contudo, na conferência de imprensa de apresentação, a grande surpresa foi revelada. Pedro Abrunhosa era o eleito e juntava-se assim um núcleo duro e bastante luxuoso.

Bárbara Guimarães

Uma das estrelas mais antigas da SIC, apresentadora reconhecida e que tem no seu curriculum passagens por vários programas de talentos, sempre como apresentadora, como é o caso de Chuva de Estrelas, Família Superstar ou Portugal tem Talento. O seu último projeto foi também com a Fremantle, e para a SIC, a segunda temporada de Peso Pesado, que conduziu com distinção.

Auto-retrato

Apresentei alguns dos melhores programas de caça-talentos, estando sempre lado a lado com os concorrentes. Agora estamos frente a frente.

O meu papel vai ser avaliar segundo o meu gosto, o meu juízo, mas vai também estar presente um certo olhar do grande público.

Eu sou a única jurada mulher. Um olhar feminino para três homens.

Manuel Moura dos Santos

É o veterano dos veteranos e o único elemento que surge à frente das câmaras e que se mantém desde o primeiro Ídolos. Inteligente crítico musical e premiado manager de artistas nacionais, tem um sentido de humor. É, habitualmente, o mais temido dos jurados.

Auto-retrato

A pior coisa que pode acontecer a um artista é ser completamente indiferente às pessoas. Quando um artista não tem essa capacidade e é uma máquina de debitar palavras, não existe.

Para vir aqui gente vulgar, dentro da média, não interessa! Não queremos aqui ninguém dentro da média. Queremos gente que seja especial.

Estou entusiasmado com os meus novos colegas de júri. São ouvidos diferentes e abordagens diferentes e isso enriquece a avaliação e o comentário.

 

Pedro Abrunhosa

Cantor, autor e compositor que dispensa apresentações, é conhecido pela sua irreverência e originalidade. Coleciona vários discos de platina desde o início da sua carreira e cada espetáculo seu é uma verdadeira loucura. Vem à procura de uma voz que o surpreenda.

 

Auto-retrato

Muitos dos concorrentes que aqui vêm confundem o sonho de serem intérpretes ou cantores com o sonho de serem famosos, e isto é muito preocupante.

Não sei se é muito importante cantar muito bem. É preciso cantar com atitude de dentro, e é nisso que eu estou interessado. Não chega reproduzirem as músicas como elas saem nos discos. É preciso muito além disso.

 

Tony Carreira

Mais de três milhões de discos vendidos, 48 discos de platina, mais de meio milhão de pessoas assistiram ao seu concerto nos Restauradores, em Lisboa. Dispensa, portanto, apresentações. Apelidado de “popular” por muitos, quer mostrar neste programa que também sabe encontrar quem cante pop.

Auto-retrato

Eu entrei em dois festivais, 88 e 89. Levei um não radical. E no entanto, não desisti. Depois construí tudo aquilo que construí e foi dessa maneira que eu apareci.

Eu era tão sonhador, tão ingénuo, que acreditava que tudo era possível. E é o que as pessoas que vêm a este concurso têm de pensar.

Se o sonho é este não devem nunca desistir.

 

Os concorrentes do primeiro programa

Vanessa

Esta jovem estudante de medicina dentária é também bombeira voluntária e concorreu ao Ídolos pois tem o sonho de ser cantora.

Bruno

Este simpático jovem, a quem foi atribuído o número 364 ousou e decidiu convidar Bárbara Guimarães a ir com ele “ver os aviões”. Será que a jurada aceitou o convite?

Artur

Toda a família deste rapaz é fã acérrima de Tony Carreira. Ele, por sua vez, começou a cantar aos dois anos.

David

Este rapaz tem o apoio de toda a família nesta grande aventura. A mãe dá os conselhos, o pai publicita na Internet, a irmã escolhe o repertório e a avó serve de musa.

Rita

Logo no primeiro casting recebeu um grande elogio do jurado Pedro Abrunhosa, que a considerou parecida com Joan Baez quando canta.

Pedro

Vem de Espinho e trazia uma guitarra desafinada e procurava no casting um elogio do terrível Manuel Moura dos Santos.

Vítor

Chegou ao casting do Ídolos e revelou um desejo antigo: quer ter uma audiência como a dos concertos de Tony Carreira – só com mulheres viradas para ele!

 Image and video hosting by TinyPic

– O candidato nº 1 chegou ao meio-dia do dia anterior;

– Vários candidatos passaram a noite à porta dos locais de audição;

– Muitos trouxeram familiares, amigos e namorados para dar apoio.

 

 Image and video hosting by TinyPic

TOP 10 das cancões mais cantadas nas audições

1 2752 candidatos cantaram “Someone Like You”, de Adele

2 1787 candidatos cantaram “Rolling In The Deep”, de Adele

3 1490 candidatos cantaram “Nunca Me Esqueci de Ti”, de Rui Veloso

4 1249 candidatos cantaram “Cavaleiro Andante”, de Rui Veloso

5 994 candidatos cantaram “Eu Sei”, de Sara Tavares

6 974 candidatos cantaram “Jar of Hearts”, de Christina Perri

7 958 candidatos cantaram “Longe do Mundo”, de Sara Tavares

8 893 candidatos cantaram “A Máquina”, de Amor Electro

9 766 candidatos cantaram “Há Dias Assim”, de Filipa Azevedo

10 578 candidatos cantaram “Beautiful”, de Christina Aguilera

Image and video hosting by TinyPic

Desculpas mais usadas por falhar na audição:

– Estou rouco!

– Estou com muitos nervos!

– Esqueci-me da letra!

– Desafinei por causa do ar condicionado!

– É por causa do calor!

– É por causa do frio!

 Image and video hosting by TinyPic

Amuletos mais comuns

– Terços

– Pulseiras

– Bonecos de peluche

– Coisas do namorado

– Almofadas

Image and video hosting by TinyPic

Instrumentos que alguns candidatos trouxeram além de viola

– Acordeão

– Berimbau

– Djembe

– Violino

– Pandeireta

– Saxofone

– Guitarra Portuguesa

– Cavaquinho

– Ferrinhos

Image and video hosting by TinyPic

O Ídolos em números

17 000 candidatos

3 200 candidatos com guitarra

2 Apresentadores

4 Jurados

4 Locais de Audições

1 Helicóptero

80 pessoas na equipa de produção e técnica

22 computadores

450 t-shirts “Ídolos”

3 000 pilhas

15 câmaras

1 650 garrafões de água

2 500 metros de cabos

Centenas de horas gravadas!

Ídolos, o sonho começa aqui! Estreia hoje à noite, na SIC!

Fotografias de Lionel Balteiro/FremantleMedia

  • Pedro Ponte

    Gostei muito da reportagem! Parabéns (:

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close