A Reportagem Rubricas

A Reportagem – Júlia Pinheiro um ano depois do regresso à SIC

reportgm julia

Um ano e um dia depois de Júlia Pinheiro ter sido oficialmente apresentada como nova estrela da SIC, A Televisão conta o que se passou desde então.

«A TVI, dando cumprimento ao oportunamente acordado, informa que, a partir de hoje, Júlia Pinheiro deixa de colaborar profissionalmente com esta Estação. Após 8 anos de uma relação profissional recheada de sucessos e mutuamente muito proveitosa, Júlia Pinheiro entendeu ser do seu interesse desenvolver outro projeto profissional. A TVI gostaria de, nesta ocasião, agradecer a Júlia Pinheiro todo o profissionalismo de que deu provas ao longo destes anos e, de forma especial, ao longo deste último mês.»

Foi assim que o canal de Queluz de Baixo se despediu daquela que foi, durante muito tempo a directora de conteúdos e cara de imensos programas. Nove anos depois, Júlia Pinheiro regressava, assim, à estação onde construiu grande parte da sua carreira profissional.

E foi a 14 de janeiro de 2011 que, com uma emissão especial, que ocupou toda a manhã da SIC, a apresentadora assinou o seu contrato.

Tudo começou aquando da saída de Fátima Lopes do canal de Carnaxide. Logo surgiram os primeiros rumores e chegou mesmo a pensar-se que Júlia Pinheiro assinaria pela SIC ainda em Setembro de 2010. Todavia, os rumores prevaleceram e a comunicadora continuou em Queluz de Baixo, sendo inclusivamente a cara de Secret Story. Contudo, no início de dezembro, o Diário de Notícias anunciava, em primeira mão que estava certo: Júlia Pinheiro ia assinar contrato com a SIC no início do ano.

E assim foi. A 3 de janeiro, Nuno Santos confirmava a chegada da comunicadora e logo surgiram os primeiros rumores sobre os seus novos projectos, que afinal já estavam bem delineados: apresentar o programa das manhãs, que ocuparia o lugar de Companhia das Manhãs, e também dar a cara pela versão nacional de The Biggest Loser.

Apesar de ter chegado à SIC em janeiro, somente em fevereiro a apresentadora deu a sua primeira grande entrevista a uma publicação nacional. Foi à revista Caras que Júlia Pinheiro abriu o seu coração e comentou algumas das polémicas que entretanto surgiram.

Eis alguns dos excertos da entrevista:

“O que me fez ir para a SIC foi não só o facto de ser uma proposta nova, mas também por achar que, perto dos 50 anos, é possível baralhar e dar de novo. Tive a sorte de ter uma empresa que me perseguiu durante um ano e meio – uma corte longuíssima -, o que é raro hoje em dia. Isto dá uma sensação muito grande de valor profissional.”

“Enquanto comunicadora e, sobretudo, como criadora, faz-me alguma falta ter esse tipo de registo. Gosto muito da ironia, do humor fininho, que não é imediato, mas que faz doer. Gosto muito da crítica e, portanto, tenho algumas saudades disso. Essa é uma das razões pelas quais vim para a SIC, já que tem mais espaço para fazer esse tipo de propostas. E se não as puder executar enquanto protagonista, terei pelo menos uma participação como coautora e conceptualizadora.”
“Acho uma ideia bonita (ganhar 50 mil euros), uma fantasia simpática, mas isso é porque não conhecem a indústria audiovisual portuguesa. É absolutamente incomportável uma empresa pagar isso a alguém. Também acho muito deselegante falar sobre o ordenado das pessoas, mas enfim, imagino que haja curiosidade. Eu costumo dizer que sei negociar o meu valor. Sempre tive a grande vantagem de ter um posicionamento muito claro acerca daquilo que são as minhas condições de remuneração e, portanto, as coisas nunca me correram mal, mas nunca foram esses valores. Aliás, eu não vim para a SIC por uma questão de remuneração, porque graças a Deus a TVI também me tinha em muito boa conta do ponto de vista da remuneração.”

  • Azevedobeatriz

    A Júlia Pinheiro na Televisão da Revista dos Fotos…

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close