A Reportagem Rubricas

A Reportagem – Doce Tentação

A poucas horas da grande estreia, A Televisão apresenta novamente uma Reportagem com tudo aquilo que precisa de saber sobre a nova telenovela da TVI!

O início

Foi em meados de julho de 2011 que surgiram as primeiras notícias a propósito de Doce Tentação. Numa altura em que a televisão de Queluz de Baixo tinha três telenovelas em exibição, mas apenas duas a serem produzidas, questionava-se se, aquando do final de Sedução, chegaria aos ecrãs uma nova produção, o que acabou por não se confirmar.

Ainda assim, e depois de um intenso mês de setembro em que os atores se concentraram em preparar as diferentes personagens, começaram a gravar no início de outubro. Com argumento de Sandra Santos, autora de outros sucessos da TVI, como Espírito Indomável, Doce Tentação é a primeira grande aposta do canal para este ano. E narra uma história em tudo inspirada a magia dos contos Disney ou no universo encantador de Tim Burton.

Curiosamente, à semelhança de Espírito Indomável, também esta trama ficou com o mesmo nome de projeto, apesar de ter sido conhecida durante algum tempo por Escrito no Céu.

O enredo

Esperança caiu dos céus. Ninguém sabe quem é, de onde veio, nem porque está em Ribeira das Flores. Tiago nunca teve muito na vida. Desde pequeno que toda a gente lhe vira as costas e agora que já é um homem, todos aprenderam a receá-lo. Não tem motivos para confiar em ninguém, muito menos numa rapariga misteriosa que nem sequer sabe o próprio nome.

É na fictícia vila de Ribeira das Flores, durante a Festa da Santa Padroeira que se dá o insólito. Contra todas as previsões meteorológicas, rebenta uma enorme e violenta tempestade. No meio da tormenta, o povo refugia-se em casa e na igreja, pondo os bens a salvo, trancando tudo e receando uma catástrofe. Destemido, Tiago é o único que enfrenta a tempestade. No meio da floresta, um ruído ensurdecedor sobressalta-o. É surpreendido pela aproximação de uma avioneta que desafia a tormenta e com a queda do aparelho. Embrulhada num pára-quedas estragado, Esperança despenha-se sobre Tiago, atingindo-o com demasiada força. Ficam ambos inconscientes, como mortos.

O dia seguinte amanhece soalheiro e os ribeirenses saem finalmente à rua, ainda assustados com a intempérie da véspera. Todos se encaminham para a floresta, esperando ver o pior. E ninguém está preparado para encontrar uma bela e misteriosa rapariga nos braços de Tiago.

Esperança acorda sem saber onde está e sem saber de onde veio, ou como foi ali parar. Não se lembra sequer do próprio nome. Extremamente sensível, Esperança liga-se de imediato a Tiago. Mas ele é um homem arredio, quase selvagem, e por mais que ela tente aproximar-se, ele não confia nela.

Tiago Marques Flor é dono de um pequeno terreno que herdou dos pais e que trabalha com as próprias mãos, fazendo disso o seu sustento. Perdeu os progenitores aos 16 anos e, desde então, ficou sozinho no mundo. Tiago sabe que a vida dos seus pais era muito diferente do que aquela que herdou. Os seus antepassados fundaram Ribeira das Flores e os Marques Flor foram, outrora, uma família poderosa e influente. No entanto, de um dia para o outro, as coisas mudaram. Alvos de uma chantagem, que Tiago desconhece, os pais perderam tudo para a família Vieira da Silva.

Crescendo com a amargura dos pais, Tiago transformou-se num homem lutador, duro e desconfiado que culpa instintivamente os Vieira da Silva pelo marasmo que os arruinou. Nunca conheceu outra vida para além da que leva com bastante sacrifício. Na vila, os homens receiam-no e as mulheres desejam-no em segredo. Tiago é um homem de poucas palavras, imprevisível, que gosta de se manter à distância. Ninguém se atreve a faltar-lhe ao respeito, porém nas suas costas são incontáveis as calúnias que se inventam. Quando Esperança aparece em Ribeira das Flores, Tiago fica fascinado. Ela é de uma doçura que ele nunca conheceu e sente-se irremediavelmente atraído. No entanto, a sua natureza desconfiada esforça-se por lutar contra estes sentimentos. Tiago nunca teve nada de mão beijada e o amor que Esperança lhe oferece é demasiado bom para ser verdade.

Quem não gosta nem um bocadinho da chegada de Esperança é Francisca Vieira da Silva. É a primeira a assumir-se contra a presença de Esperança em Ribeira das Flores. Rica e nada escrupulosa, Francisca domina a vila. Ninguém fala sobre isso, mas quase toda a gente faz as suas vontades. O certo é que ela possui algo que lhe foi deixado pela sua defunta mãe (Antónia Santinho Vieira da Silva) que lhe permite reinar Ribeira das Flores, juntamente com o seu padrinho, o temido Ricardo Sequeira. Mas nem ele conhece o trunfo de Francisca, que sempre desejou Tiago. Apaixonou-se por ele quando era uma adolescente, tentou seduzi-lo, mas ele recusou-a. Isto feriu-a no seu orgulho de mulher e ela não o esquece até hoje. As persistentes recusas de Tiago só a fazem querê-lo ainda mais. Tenta convencê-lo de que a sua família nada teve a ver com a falência dos Marques Flor, mas Tiago não acredita, não quer nada com gente da “espécie” dela, e está determinado em descobrir a verdade. Contra tudo e contra todos.

Francisca percebe que Esperança é uma ameaça muito antes de realizar os sentimentos que Tiago começa a ter por ela. Mas quando se apercebe que Esperança está prestes a roubar-lhe o amor do homem que sempre quis, Francisca perde a cabeça e tenta afastar a rival de qualquer maneira. Está disposta a tudo, desde abusar da influência que tem sobre as pessoas da vila, a usar esquemas maquiavélicos e perigosos. Francisca jura que se Tiago não for seu, também nunca será de Esperança! Conta com o apoio de Miguel, seu irmão adoptivo, nesta luta hercúlea.

Miguel reconhece a beleza de Esperança assim que a vê. Altivo e habituado às atenções das mulheres mais belas, acha-a demasiado simplória e inferior a si. Quando Francisca o manda aproximar-se de Esperança e investigar de onde ela vem, Miguel “obedece” contrariado. Mas aos poucos percebe que ela é diferente das outras mulheres e isso cativa-o mais profundamente do que esperava. Começa então a tentar seduzi-la. Achando que ele é bem-intencionado, Esperança cede àquilo que considera ser uma amizade sem segundas intenções.

Quem se enfurece com a aproximação dos dois é Tiago, que faz de tudo para alertar Esperança para o verdadeiro carácter de Miguel. E se a rivalidade entre Tiago e Miguel já era lendária na vila, a partir daqui torna-se visceral.

Tem início uma luta sem tréguas pelo coração de Esperança.

Ribeira das Flores é também palco de outras histórias paralelas a este enredo. Desde o bêbado que é procurado pelo filho, e que afinal não é quem se pensa; das princesas falidas que tentam a todo o custo recuperar a riqueza perdida, com a matriarca a empurrar as filhas para um marido rico; do merceeiro que quis poupar a filha do desgosto de saber que foi abandonada pela mãe, que inventou que esta partiu numa missão humanitária e que agora terá que lidar com o regresso dela; do padre que esteve para casar e que vive às turras com a ex-noiva; da solteirona pudica que se vê disputada por dois homens; do rapaz simples e humilde que é rejeitado pelo pai e alvo fácil de gozo; até ao jovem activo e desportista que descobre que tem uma doença e terá de aprender a lidar com ela.

  • Isso não é uma reportagem! É um resumo de todos os pormenores da telenovela até hoje. É uma retrospectiva.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close