A Reportagem Rubricas

A Reportagem – CMTV

20130316-115600.jpg

20130316-201535.jpg

A televisão portuguesa prepara-se para receber um novo canal, que se estreia dentro de poucas horas. Chama-se CMTV, um canal com pendor informativo mas que não esquece o entretenimento, e que é administrado pela Cofina, empresa que dirige o diário nacional Correio da Manhã. CMTV foi protagonista, nos últimos meses, quando à direção de Octávio Ribeiro se juntou uma panóplia de caras conhecidas capazes de dar reconhecimento a este projeto, e que se transferiram de outros canais com lugares promissores para este novo desafio. A Reportagem de hoje vai reunir todas as informações chegadas ao A Televisão nos últimos tempos, contando ainda com entrevistas exclusivas a Francisco Penim, Marcos Pinto e Miguel Fernandes. O presidente da Cofina, Paulo Fernandes, já avisou: «Acredito que vai ser um grande sucesso.»

20130316-115753.jpg

A estação CMTV surge na televisão por subscrição como uma alternativa aos canais de informação SIC Notícias, TVI24 e RTP Informação, geridos, respetivamente, pela SIC, TVI e RTP. O canal prepara-se para estrear na posição 8 da plataforma MEO, empresa de distribuição de conteúdos televisivos responsável pela emissão, em exclusivo, da CMTV. A apresentação da estação, que deu a conhecer «o ADN de um canal», aconteceu datava o dia 6 de fevereiro. Às 10 horas desse dia, o diretor Octávio Ribeiro expôs a equipa que promete arrecadar a liderança num prazo de três anos.

O presidente da Cofina, empresa detentora do Correio da Manhã e, agora, da CMTV, sublinhou nessa manhã que «O lançamento da CMTV era uma antiga aspiração», clarificando as principais diferenças deste projeto com os seus concorrentes: «Uma televisão que se propusesse a vir fazer mais do mesmo com certeza que não teria sucesso. O nosso estilo de informação é diferente daquilo que fazem outros grupos. Vamos manter essa diferença. Vamos inovar, vamos querer ser mais irreverentes, vamos querer ser mais factuais. E temos uma grande vantagem: não temos nenhum conflito com outros canais do grupo», afirmou Paulo Fernandes.

Em declarações exclusivas ao nosso site, um dos elementos da direção da CMTV apoia as declarações de Paulo Fernandes, considerando o projeto como «um canal generalista de informação que nasce do Correio da Manhã, com uma rede de correspondentes única no país, onde a informação terá a primazia, 24 horas por dia, e com muitas horas de programas de entretenimento e informação em direto.» Francisco Penim remata, acrescentando que «Podemos esperar um projeto sério e a fazer jus ao jornal que mais vende em Portugal».

20130316-143133.jpg

Após a apresentação de conteúdos e imagem da CMTV, foram diversos os elementos que demarcaram um objetivo para o canal. A aliar à boa informação que estará disponível a partir de amanhã na posição 8 da grelha do MEO, a CMTV tem como principal objetivo ser a escolha maioritária dos espectadores da TV por cabo num limite de três anos de emissões.

«Em três anos temos de estar em cima dos líderes ou a liderar», idealizou, no dia da apresentação da CMTV, Octávio Ribeiro, diretor do canal e do jornal Correio da Manhã. E se essa meta não for atingida? O responsável máximo pela novidade do grupo Cofina afirma: «Assumo e cumpro! Se não cumprir, o meu lugar estará à disposição! Tenho esta obrigação. Em três anos, se me continuarem a ser dadas condições de sucesso, temos de estar no topo das audiências, a bater-nos com o líder ou em cima do líder.» O objetivo está traçado, mas só daqui a três anos se saberá se o desejo de Octávio Ribeiro será cumprido, com a promessa de que a concorrência não permitirá, com facilidade, que se atinja essa barreira.

Marcos Pinto, uma das personalidades que abraça este novo desafio, afiança que é possível chegar à liderança, e sintetiza aquilo que os portugueses podem esperar da CMTV: «Os portugueses podem esperar um novo conceito de TV generalista com forte pendor informativo! Há sempre lugar para o entretenimento mas a noticia está no topo da prioridade da CMTV, que quer não menos do que estar próximo ou mesmo chegar à liderança em três anos. Essa é a meta definida publicamente pelo diretor Octávio Ribeiro e para a qual vamos trabalhar afincadamente!», garante o antigo jornalista da TVI e TVI24, em entrevista ao A Televisão. Como a própria estação afirma nas promoções televisivas, «É apenas uma questão de tempo.»

20130316-162538.jpg

Uma das fortes apostas no projeto da CMTV foi a contratação de conhecidas personalidades televisivas, que nos últimos anos preencheram as antenas dos canais generalistas e as linhas dos variados jornais portugueses.

20130316-200354.jpg

As principais transferências que ganharam conhecimento público e que estarão sob a chefia de Octávio Ribeiro foram José Carlos Castro (colaborador da TVI durante 18 anos) e Carlos Rodrigues (ex-jornalista da SIC), que juntos compõem a direção adjunta da CMTV. Francisco Penim, homem responsável pela fundação dos canais temáticos da SIC, Tiago Brochado, que esteve nas equipas de fundação da CNL, SIC Notícias e Benfica TV, e Pedro Mourato, que pertenceu à equipa da TVI, estão também na CMTV. Pedro Falé (antigo trabalhador da SIC e TVI), Eduardo Militão (ex-membro da Bloom Graphics, empresa responsável pelo grafismo da SIC), Dina Trovisco (ligada ao Benfica TV) e Cristina Ferreira de Almeida (que esteve na TVI e na direção da revista VIP) também fazem parte das escolhas para levar até si o melhor do país e do mundo.

Posteriormente, a CMTV anunciou a entrada de Andreia Vale, conhecida cara da SIC Notícias e que esteve a um passe de regressar a esta casa por, aparentemente, não lhe ter agradado as suas funções no canal enquanto pivô do CM Jornal. Contudo, a TV Guia explica que a sua atual remuneração falou mais alto e a antiga companheira de Nuno Santos acabou por ficar na CMTV. Também da SIC chegou a dupla Nuno Graciano e Maya. O primeiro, que estava na SIC há uma década, afirmou recentemente a um meio de comunicação social que «Na fase de renegociação de contrato com a SIC, optei por um caminho novo, por um desafio, e ninguém ficou constrangido com isso (…) Este projeto vai obrigar a que me reinvente e que possa contribuir para uma nova televisão. Não podia recusar o convite para estar no lançamento da primeira pedra de um canal tão ambicioso e recheado de profissionais tão competentes». Maya deixou a estação de Carnaxide, onde apresentava As Cartas da Maya – O Dilema. «Foi um convite que muito me honrou e não tive qualquer reserva em dizer que sim. Estou muito entusiasmada com este projeto, que acredito ser fabuloso», referiu ao CM.

João Ferreira, do Económico TV, Marcos Pinto, da TVI24, Tiago Rebelo, da TVI, Cátia Nobre, da TV Record Europa, Rita Monteiro, d’A Bola TV, Miguel Fernandes, da TVI24, e Aníbal Rebelo, da Rádio Comercial e do Rádio Clube Português, deixaram os seus lugares à disposição e abraçaram com orgulho a CMTV.

20130316-200534.jpg

Marcos Pinto aceitou o convite d’A Televisão para uma conversa e confirmou os motivos que o levaram a aceitar o convite de Octávio Ribeiro – a necessidade de um novo desafio. «A decisão de deixar da TVI tem uma relação direta com o convite que recebi da CMTV. Foi nessa altura que percebi que já trabalhava há quatro anos em Queluz onde fui um privilegiado. Fiz um pouco de tudo, do estúdio à reportagem de rua! Mas nesta altura estava a precisar de mais, de um novo desafio e não há maior aventura para um profissional de comunicação do que estar na génese de um projeto», contou, evidenciando a sua alegria. No novo canal de televisão, será pivô e editor de alguns dos espaços de informação: Vou ser pivô e editor da CMTV. A função de coordenar jornais da CMTV foi um ponto importante na minha decisão. É um novo passo no meu percurso que me vai fazer crescer profissionalmente!», afiança, prosseguindo: «Outra condição importante para ter aceitado o convite foi o grupo de trabalho que tem grandes nomes da TV a começar pelo diretor Octávio Ribeiro! Carlos Rodrigues, o homem que fundou a SIC Notícias e José Carlos Castro, rosto fundamental em 18 anos de TVI! E a Andreia Vale e o João Ferreira, dos melhores pivôs de informação em Portugal. Acrescento o Francisco Penim, um dos homens que mais percebe de entretenimento televisivo.»

E que principais distinções faz Marcos Pinto da CMTV para os outros canais de informação? «A CMTV distingue-se porque nao vai ter notícias de manha à noite como têm os canais informativos. A CMTV é generalista de informação! Vai ter muito entretenimento mas dando sempre primazia a um acontecimento relevante para a vida das pessoas que esteja a acontecer na hora», explica, dando a garantia de que «A CMTV estará na sua cidade, vila, aldeia e até no bairro!» Marcos Pinto refere ainda que a sua relação com a TVI se mantém positiva: «A direção da TVI reagiu com naturalidade até porque mesmo em momentos de crise o setor da comunicação ainda mexe. Eu agradeci quatro anos fantásticos que passei naquela casa!»

Também Francisco Penim conversou com o nosso site e comentou o seu regresso à televisão nacional, enquanto coordenador de programas e autopromoções da CMTV. «O convite do Octávio Ribeiro, a possibilidade de entrar num grande grupo como a Cofina e ter a oportunidade de lançar mais um canal temático são mais do que suficientes motivos para ter a aceite o convite», conta Francisco Penim, fundador dos canais temáticos da SIC. No que concerne à equipa com que trabalhará de agora em diante, garante não sentir «dificuldades porque sei que a equipa responde bem aos desafios», confirmando que o entretenimento, área de onde é mais conhecido, é uma forte aposta do canal: «A CMTV terá bastante entretenimento. O Nuno (Graciano) e o António (Cordeiro) são as primeiras caras visíveis da equipa que se estão a entrosar muito bem.»

O grupo Cofina contactou ainda Joaquim de Almeida, com o intuito do ator português mais reconhecido internacionalmente se tornar na voz d’«O canal de Portugal». Na altura, Joaquim aceitou e assumiu-se «contente por estar num projeto a nascer».

20130316-172002.jpg

Da grelha da estação que se estreia amanhã, a partir das 10 horas, conta com uma panóplia de programas, das mais diversas variedades informativas. Os dias na CMTV podem contar com Despertar CM, CM Jornal, Hora Record, Flash Vidas ou António Cordeiro.

CM Jornal: diariamente, às 13 e às 20 horas

Todos os dias, a informação nacional e internacional é atualizada nos dois principais blocos noticiosos do canal. De segunda a sexta-feira, Andreia Vale dá a cara pelo CM Jornal às 13 horas, enquanto José Carlos Castro apresenta o das 20 horas. O jornalista vai contar em estúdio com entrevistas, debates e grandes reportagens. Os noticiários têm também uma forte componente opinativa. Pedro Santana Lopes, Medeiros Ferreira, Ângelo Correia, Joana Amaral Dias, João Pereira Coutinho, Luís Campos Ferreira, Eduardo Cabrita comentam assuntos políticos e económicos no decorrer da semana. Na área do desporto, João Querido Manha e Octávio Machado opinam os principais temas.

Ao fim de semana, João Ferreira é o responsável pelo CM Jornal, e convida semanalmente Eduardo Cintra Torres a falar de televisão, Francisco José Viegas de cultura e Paulo Branco de cinema.

Despertar CM: de segunda a sexta-feira, das 7 às 11 horas

Apresentado por Nuno Graciano e Maya, Despertar CM é «O primeiro programa português feito em helicóptero». O apresentador iniciará a maratona diária em direto de um helicóptero, estando disposto a chegar aos locais onde se faz notícia. Maya estará em estúdio com convidados, rubricas diárias e as previsões astrológicas dos 12 signos. 20130316-200316.jpgA esta dupla, que a certa altura se junta em estúdio, junta-se a jornalista Cátia Nobre, que atualiza as notícias de meia em meia hora, e Sofia Piçarra, a jornalista que promete chegar aos locais através de uma mota, o seu meio de transporte. Despertar CM permite ainda a entrega de prémios a proprietários de cafés e restaurantes, caso acertem numa questão relacionada com a edição do dia do jornal Correio da Manhã, bem como a exibição de apanhados previamente gravados e uma rubrica de Raquel Henriques, que promete colocar Portugal em boa forma física. A estreia acontece segunda-feira, às 7 horas.

Rua Segura: de segunda a sexta-feira, às 18 horas

Com Miguel Fernandes, Rua Segura é um programa que dará destaque à atualidade criminal do nosso país. Miguel Fernandes é o anfitrião e terá a seu lado os comentadores Carlos Anjos e Rui Pereira, que vão decifrar o melhor e o pior da criminalidade portuguesa. O programa, com estreia agendada para o próximo dia 18, inicia as suas emissões com dez grandes reportagens sobre dez casos de desaparecimentos súbitos em Portugal.

20130316-200450.jpg

Numa conversa recente com A Televisão, o jornalista explicou os motivos que o levaram a sair da TVI24, onde apresentava o programa SOS: Serviço de Alerta: «Estive 12 anos da TVI, quase sempre ligado à Segurança Interna e Defesa Nacional. Nos dois últimos anos, era repórter e apresentava o SOS: Serviço de Alerta. Gostava muito do formato porque considero que é a forma de comunicar em jornalismo mais transparente que existe. A realidade ao serviço do jornalismo. Um formato que pode e deve, sempre que possível, ser aplicado a outras reportagens. Saí da TVI porque o convite me valorizava como profissional e vai permitir me crescer como repórter. E porque acredito que este projeto vai abanar com o conceito de fazer televisão em Portugal. E finalmente porque estarei a trabalhar com profissionais de elevada qualidade.»

Miguel Fernandes afirma que as diferenças entre o programa da TVI e o da CMTV passam pelos recursos disponibilizados. «Na CMTV vou fazer o que fazia na TVI mas com mais ferramentas que vão permitir que faça coisas ainda mais ambiciosas. Serei repórter especializado nas áreas de segurança interna e defesa nacional e estarei a produzir conteúdos para os jornais e um programa de segurança», partilhou o jornalista com o nosso site, acrescentando que da parte dele «poderão esperar um repórter atento e a realizar jornalismo de forma responsável.»

CM Sport

CM Sport deixa de ser só um suplemento do jornal Correio da Manhã e passa a ser uma das apostas da CMTV. O programa desportivo, apresentado por Janete Frazão, vai juntar semanalmente na mesma mesa três adeptos bem conhecidos dos telespetadores, para um debate que promete ser tudo menos pacífico. Francisco José Viegas (FC Porto), Francisco Penim (SL Benfica) e Duarte Moral (Sporting CP) vão analisar o desempenho dos respetivos clubes e a atualidade futebolística.

Falar Global

Falar Global deixa a grelha da SIC Notícias e passa a ser um trunfo da CMTV. Apesar da mudança, o formato não vai sofrer qualquer alteração. Todos os sábados, a partir das 11 horas, Reginaldo Rodrigues de Almeida apresenta Falar Global.
20130316-200622.jpg

António Cordeiro: de segunda a sexta-feira, às 00h30

O ator António Cordeiro estreia-se na apresentação e dá a cara por um programa com o sua assinatura. António Cordeiro receberá, todas as noites, convidados de distintas áreas e conta com o apoio de Carina Lopes e Caroline Oulman no segmento Palácio do Burlesco. Das 00h30 às 2 horas, em direto, na CMTV, António Cordeiro.

Negócios: de segunda a sexta-feira, às 16 horas

Ana Rego faz um «comentário rigoroso e informado» sobre a área económica, neste que é um dos formatos que evidencia a sinergia entre os grupos da Cofina.

Hora Record: de segunda a sexta-feira, aos fins da manhã e às tardes

O jornal Record está também presente na CMTV, com dois blocos de informação desportiva diária.

Médico de Família: de segunda a sexta-feira, às 19 horas

Durante uma hora, o médico Diogo Medina apresenta «O grande formato televisivo de saúde na CMTV», desvendando os segredos da saúde em Portugal, com especialistas de diversas áreas em cada emissão. A estreia está prevista para segunda-feira.

Flash Vidas: de segunda a sexta-feira, às 11 horas

As revistas Flash!, Vidas e TV Guia unem-se para levar até si as principais notícias do social, num espaço inovador e diferente na televisão portuguesa. Luísa Jeremias, Ana Lúcia Sousa e Márcia Bajouco dão a cara pelo programa Flash Vidas, que estreia segunda, às 11 horas.

A aliar a todos estes formatos, a CMTV recebe Filipa Onofre Maia, que estará à frente de Hora de Estimação, um programa que fala de animais e que será transmitido todos os sábados de manhã. Anatomia da Pose revela «as mais belas», com o slogan «A formosura, sempre» e a revista Sábado apoia a CMTV com «reportagens reveladoras e pontos de vista surpreendentes». Documentários e filmes portugueses farão também partes das apostas.

«Esta é a CMTV. Um canal cem por cento em português.»

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close