A Entrevista

Francisco Menezes

Para a reabertura deste espaço entrevistamos o famoso Francisco Menezes. O seu percurso começou na rádio e actualmente é apresentador do programa das manhãs na SIC. Enquanto humorista participou no programa “Levanta-te e Ri” e continua a fazer os seus espectáculos pelo país. O Francisco fala-nos do seu início de carreira e revela-nos o que acha do seu novo desafio.

Já passou por diversos meios de comunicação, começou na rádio, esteve na NTV com dois programas de sua autoria, participou diversas vezes no programa “Levanta-te e Ri”, sempre com uma vertente bastante musical. Nunca pensou em seguir o ramo da música?

A única altura da minha vida em que pensei seguir uma carreira musical foi antes de todo esse percurso que está referido na pergunta. Antes de descobrir o que realmente gosto de fazer, que é um bocado de tudo isso posto junto, incluindo a música.

Como descreve o seu percurso enquanto humorista? Contou com o apoio da sua família deste o início? Teve algum momento em que pensou em desistir?

O meu percurso como humorista começou por desafios de terceiros, nunca da minha família, não porque não me apoiassem, mas porque, tal como eu, nunca pensaram que pudesse seguir essa carreira, pelo menos mais a sério. Mas a partir do momento em que comecei, nunca pensei em desistir, independentemente do apoio fosse de quem fosse.

Qual é a sua fonte de inspiração para escrever os textos de humor?

Como dirá qualquer um que conheça minimamente o meu trabalho, é a música.

Tem algum sonho ou meta a atingir na área do humor? Ou já se sente realizado?

Não, realizado nunca! Há sempre coisas novas para fazer, para aprender, para testar, limites novos para ultrapassar, desde logo na facturação!

Acha que falta um programa como “Levanta-te e Ri” na Televisão Portuguesa?

Não tenho conhecimento de causa para falar sobre programação televisiva, não sou um espectador assíduo. Mas gostava muito que isso acontecesse…

Recentemente abraçou um novo projecto – é um rosto e uma aposta da SIC. Está a gostar deste desafio? Como é trabalhar com Rita Ferro Rodrigues?

Todos os dias, e principalmente pelos diferentes formatos em que há duplas, pelo pouco que consigo ver, agradeço aos céus a minha companhia das manhãs. Não me podia ter calhado ‘partenaire’ mais generosa, disponível, competente, trabalhadora, responsável, encorajadora…se houvesse uma ‘Liga Francisco 2009’, ela seria a revelação.

Sente-se enquadrado no programa, visto que não é bem a sua área?

É um grande desafio, uma grande mudança, mas como lhe dirá qualquer comediante que mereça o nome, quem faz comédia, faz qualquer coisa.

Como foi a sua mudança do Porto para Lisboa, adaptou-se bem à capital?

Isso é história muito antiga! É quase como perguntar se me adaptei bem à internet…

Para além de “Companhia das Manhãs”, tem algum projecto para o futuro?

Em televisão não pode haver maior desafio do que um programa daytime matinal, e estou verdadeiramente dedicado a esse, agora. Nos palcos, estou em pleno lançamento de projectos novos: ‘Clube da comédia’, no Maxime (Lx), e ‘Pop’ o meu espectáculo de comédia que brevemente passará num qualquer teatro perto de si.

Estamos habituados a ver um Francisco Menezes divertido e sempre bem-disposto, a nível pessoal mantém esse humor espontâneo?

Essa pergunta não pode ser feita ao próprio…

O que não deixa de ver na televisão? E que programa o faz desligar de imediato a televisão?

Vejo muito pouca TV, até porque tenho tido dias muito ocupados. O pouco que vejo é noticias, e jogos do meu SLB.

“Imagine que a terra estava em vias de ser atingida por um meteorito e tinha os dias contados. Era escolhido para morar na nova base Americana na Lua pelo seu sentido de humor, tendo direito a escolher uma pessoa para ir consigo. Quem escolhia? (Família não conta, já que é óbvio demais…) E quem não levava, nem sob tortura?”

Ora…não podendo levar familia…quem seriam as primeiras 70 e tal pessoas que escolheria…sinceramente, tanto fazia quem fosse. Desde que não falasse muito e tomasse banho todos os dias.

TV Universo

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close