A Entrevista

Filipe Gonçalves

Filipe Gonçalves foi participante da 1ª edição de “Operação Triunfo” e ficou entre os 3 vencedores. Recentemente lançou o seu 2º álbum a solo “De Volta ao Tempo do vinil”. Fique a conhecê-lo melhor  nesta entrevista ao TV Universo.


De todos os temas que cantou na “Operação Triunfo” houve algum que deixasse marcas? 

Todos os temas tiveram a sua importância, é claro que os que mais me tocaram foram os temas com os quais tinha uma maior afinidade musical!

Mas há 3 que marcaram a participação, o “Oceano” porque foi a minha estreia em palco, o” Purple Rain” que foi o meu momento alto em todos os aspectos e “Love Foolosophy” que ditou a minha vitória!!!

 

Como foi ser um dos finalistas do programa?

Foi uma sensação de missão cumprida, mas não na sua totalidade pois tinha o desejo de partilhar esse feito com o meu amigo e colega na altura David Ripado!

 

Embora não tenha sido o vencedor do programa, conseguiu manter-se sempre nas “luzes da ribalta”. Batalhou muito para conseguir essa proeza? 

Fui um dos 3 vencedores, apenas fiquei em 2º numa extensão do programa e nunca senti que tivesse perdido fosse o que fosse, ganhei amigos para a vida, colegas extraordinários (tanto cantores como equipe técnica), ganhei um portefólio lançado para milhões de pessoas pelo mundo fora e tive a oportunidade de começar numa escola surreis onde pude aprender massivamente e sair com um disco e uma touro, que me deram um bom ponto de partida!

Acho que sem se lutar pelo que se quer não se chega a lado algum!

Eu sei que às vezes a sorte nos dá grandes ajudas, mas a verdadeira realização requer trabalho e como se costuma dizer ”o único sitio onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário” !!

 

Aquando dos tempos da “Operação Triunfo” fez muito sucesso entre o sexo feminino. Actualmente consegue passar despercebido na rua?

Fiz?? Sinceramente acho que me sentia melhor quando entrei na Universidade, era mais genuíno pelo menos, porque esse sucesso é relativo, todo o rapaz novo , minimamente apresentável que vá para a TV e ainda por cima se propondo como artista que tem que cativar o seu publico, será sempre alvo de assédio em cada momento de maior exposição mediática televisiva!

Para ser sincero sou uma pessoa bastante observadora do que me rodeia, mas esse facto ocorreu algumas vezes mas nada de extraordinário, talvez seja também porque não ligo muito a isso!!!

Mantém contacto com alguns dos antigos participantes?

Claro!!! E não só mantenho contacto com elementos das 3 Ot’s porque trabalhei nelas também e ganhei com elas também grandes amigos, amigos esses com quem partilho grande amizade e trabalho!!

Pessoas como, David Ripado, Denisa Silva, Dino, Caty, Filipa Ruas, Joana Melo, etc…

 

Hoje voltaria a participar na “OT”? 

Não! Acho que tudo tem o seu timing e quando assim é senti-mos um click e como diria Paulo Coelho quando assim é “todo o universo conspira a nosso favor”! Foi o 1º programa com esse formato e teve todos os benefícios de ser o 1º!

Depois foi na idade certa e na fase certa para mim, hoje já não faria qualquer sentido!

Mas fez todo o sentido…

 

Vem aí uma nova edição do programa. Que conselhos daria aos candidatos, quer na fase de castings, quer posteriormente nos programas semanais?

Conselhos? Por acaso abordam-me sempre muito nestas alturas e ainda há poucos dias, falei a seguir a um concerto meu com um rapaz que me disse que queria participar e pediu-me opinião!

Fui sincero e vou ser outra vez, acho que não estamos moralmente capazes de lançar novos cantores assim a pontapé, porque não há uma grande taxa de sucesso ou bom acompanhamento daqueles que saíram de outras OT’s ou programas do género!

Há tempos ouvi uma critica que achei bastante interessante porque o rapaz dizia ”…pois nos EUA , o júri , os professores e até o apresentador, trabalham para lançar no mercado estrelas com A grande e aqui , fazem-se programas sensacionalistas para gerar emoções e polémicas e a única semelhança com o original acaba por ser o logo do programa!!”. Tenho pena por ter concordado um pouco com esta opinião

E é com muito orgulho que sinto que na minha edição, talvez por ter sido a 1ª e pelo grupo ter sido muito equilibrado (todos nos demos bem) que fez com que fosse diferente e algo pelo qual nos orgulhamos, nas restantes confesso que vi coisas que não queria e fui totalmente solidário com os concorrentes!!!

Vários colegas seus, como Rui Drummond, já fizeram parte de telenovelas. Gostava de experimentar esse registo? Já recebeu convites?

Adorava fazer cinema, isso fascina-me, parece bastante desafiante e adoro tudo no cinema, até as trilhas sonoras!!!

Já recebi convites sim, mas pedi formação 1º ou então participar como vejo em séries americanas em que os artistas aparecem como eles próprios nas séries!!!

Sou músico acima de tudo, mas sou artista e como já experimentei várias áreas artísticas, acho que dependeria do timing e do tipo de proposta feita, mas como disse necessitaria de formação!!!

 

Como surgiu a oportunidade de ser repórter do Só Visto!?

Foi muito simples, senti desde o início uma empatia com a magia televisiva e sempre adorei fazer vídeos em casa para a família e imitar pessoas conhecidas e familiares e esse bichinho este sempre lá e na 1ª vez que fui entrevistado, foi pelo grande comunicador Daniel Oliveira e sua partner da altura a talentosíssima Tânia Ribas e desde logo houve “Um click!”. Depois fui convidado a participar algumas vezes no programa “Só Visto” como entrevistado, depois evoluiu para entrevistado com um tema e eu fazia o resto em palhaçada e um dia, falei com o Daniel e disse que gostava de fazer o programa, porque adorava o conceito e achava-me capaz de ter o meu espaço nele!

O Daniel disse-me ”a seu tempo, meu caro!” e assim foi!!

Bons tempos!!!

 

O Filipe integra projectos musicais, televisivos e até locuções de filmes de animação. Como se sente mais realizado?

Eu sinto-me realizado em palco e principalmente agora que consegui pôr o meu novo álbum cá fora!

Todos os projectos onde entro, entro de corpo e alma, mesmo não sendo o meu projecto prioritário, só me sinto realizado quando consigo ajudá-lo a ficar no ponto!!

 

Como está a evoluir a sua carreira musical?

Está a evoluir, gradualmente e em crescendo como desejei há 7 anos atrás!

Estou em bons projectos, tenho participações em bandas e artistas de renome e que admiro, tenho 4 albuns editados sendo que 2 deles são meus a solo, estou feliz porém ainda tenho muito caminho para andar e trabalhar!!!

Lançou recentemente o seu novo trabalho discográfico “De Volta ao Tempo do vinil”, como tem sido a reacção do público?

A reacção do público tem sido espectacular, tem sido o factor extra, porque confesso que a minha maior prioridade era fazer algo com o qual me identifica-se e que me distinguisse como músico/artista e sinto que consegui e isso realizou-me!!

Obviamente que ao ter o público a sentir o mesmo, só me pode deixar nas nuvens!!!

 

Como é a sua relação com os fãs? Costuma contactar via alguma rede social (MySpace, Facebook, Twitter)?
A relação com quem me apoia é óptima, já com a palavra já não é assim tão boa por uma questão de gosto, acho demasiado agressiva a palavra e provém de fanático, not good! Ehehe

Contacto regularmente no facebook e no myspace, porque nestas duas redes sociais tenho duas abordagens diferentes, sendo que a 2ª é sempre mais profissional, porque é uma rede de colegas de trabalho maioritariamente!!

 

Quais são os seus projectos para o futuro? 

Solidificar a minha carreira e com isso garantir uma maior estabilidade financeira e emocional!

Para além disso ter sempre algo que me desafie!

 

 

Curtas & Boas

1. Gosta de?
Viver

2. Não gosta de?
Perguntas destas, ehehe

3. Um livro:
O Alquimista 

4. Um ídolo:
Um ídolo???? só um? ahaha, mal de mim se assim fosse! Um pode ser o meu Pai!
Costumo chamá-lo de Pai herói, por todos os seus feitos, defeitos e virtudes!!!

5. Uma canção:
Uma? Tão a ver porque é que não gosto destes questionários? 😉

Vá lá, eu escolho “Bolero de Ravel”

6. Actualmente o que gosta mais de ver na televisão?
Os anúncios do Jumbo! ahahahah

Séries

7. Memória mais remota da televisão?
”za plain za plain”ahahah ninguém vai perceber esta!!!

8. A minha vida é?
Óptima!!!

9. Não vive sem?
Comer

10. O que gostava de ter dito e nunca disse?
Algumas verdades na cara de quem merecia e guardei para mim!

Tags

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close