A Entrevista

A Entrevista – Mariana Carvalho

A Entrevista - Mariana Carvalho

Tem dezoito anos, canta há quatro/cinco e vem do Porto. Foi talvez das únicas candidatas que já passaram por esta quinta temporada do Ídolos que entrou para o casting e disse adorar Manuel Moura dos Santos. Contudo, isso não foi suficiente para receber um “sim” dele. Mas os restantes três jurados concederam-lhe o passaporte para a fase do teatro.

A Televisão esteve à conversa com Mariana Carvalho, em exclusivo, e da-lhe agora a conhecer as ambições desta jovem que agredita que tem todo os componentes para ser uma boa cantora e que espera chegar à fase final do programa da SIC. Ei-la, na primeira pessoa.

[pullquote_left]Quando assistia em casa pensava sempre que queria estar do outro lado da televisão e viver aquilo que os outros concorrentes estavam a viver.[/pullquote_left]

Porque dizes que a música faz parte de ti?

Digo isso porque acho que não há um único dia em que não pegue na guitarra e cante! Já faz parte do meu quotidiano.

No programa que vimos no domingo, afirmaste que tens os componentes todos. Que componentes são esses?

Para mim esses componentes são a atitude, personalidade e voz.

Porque concorreste ao Ídolos?

Já queria concorrer na última edição, mas não estava em Portugal, o que dificultou muito. Agora achei que era a grande oportunidade.

O que leva uma jovem com a tua idade a participar num programa como o Ídolos?

Eu segui as edições anteriores, e tomei atenção a todas as fases. Quando assistia em casa pensava sempre que queria estar do outro lado da televisão e viver aquilo que os outros concorrentes estavam a viver.

O que achas que tens de diferente dos outros cantores para poderes ser o próximo Ídolo de Portugal?

Cada um de nós tem algo diferente e é isso que nos distingue! O truque é sermos nós próprios.

Quais são as tuas influências musicais?

Sou muito influenciada por Michael Bublé e John Mayer (sorri).

Antes da audição disseste que adoravas o Manuel Moura dos Santos. Mas aquando da decisão final, ele deu-te um “não”. O que significou para ti esta nega?

O “Não” do Manuel Moura dos Santos foi fundamentado. Concordo com a opinião dele e só ajuda para que eu continue a esforçar-me e tentar dar o meu máximo.

[pullquote_left]não há um único dia em que não pegue na guitarra e cante! Já faz parte do meu quotidiano.[/pullquote_left]

O que significou para ti passares à fase do teatro?

Para mim chegar à fase do teatro é muito importante. Se conseguir passar a fase do teatro será uma grande vitória.

Achas que vais conseguir crescer como te disse o Pedro Abrunhosa?

Penso que sim. Pelo menos eu vou fazer por isso. Quero começar a ter aulas de canto para poder evoluir.

Quando saíste com o passaporte amarelo na mão disseste que ias surpreender. O que podes prometer a quem te segue?

Vou tentar ficar menos nervosa e tentar mostrar mais de mim. Quero ter mais presença e provar que posso ir mais longe.

Como foi a reacção das pessoas quando te viram na rua nos dias a seguir ao programa ter ido para o ar?

Ninguém me disse nada na rua! Algumas pessoas ficaram a olhar para mim mas nunca comentaram.

Não tens receio da influência que pode trazer para a tua vida pessoal, e ao nível da escola também?

Ainda não pensei muito nisso! As coisas estão todas ligadas. Vou tentar lidar bem com todas as coisas que o Ídolos me poderá trazer.

Que mensagem podes deixar aos teus seguidores?

Sejam sempre vocês próprios e nunca deixem de lutar pelos vossos sonhos.

[youtube www.youtube.com/watch?v=AGusZnc6a84]

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close