RTP

Vila Faia ostenta requinte e luxo

Os quadros, os candelabros, as velas, e a profusão de flores, veludos e sedas dão o toque de sumptuosidade ao cenário onde se destaca ‘Ifigénia’ (Simone de Oliveira) de ‘Vila Faia’. Nos estúdios da SPT, a cor, o brilho e a azáfama assinalam o aniversário da matriarca dos Marques Vila.

Actores e figurantes enchem o décor. De copo na mão, penteado com minúcia, vestido e calçado a rigor, o elenco segue atento as indicações de Patrícia Sequeira, a realizadora e coordenadora de ‘Vila Faia’, que a RTP 1 vai estrear em breve.
“Estas cenas são complicadas. Há muitos actores e é preciso estar atento às movimentações, aos gestos aos olhares das personagens. Nesta cena de festa houve um grande investimento em maquilhagem e guarda-roupa. E é preciso agilizar as gravações para massacrar o menos possível o elenco”, explica Patrícia Sequeira, que aos 34 anos já assinou ‘Ganância’, ‘Fúria de Viver’, ‘Queridas Feras’, ‘O Segredo’ e ‘Morangos’.
Coordenadora de projecto, Patrícia Sequeira tem um olhar sobre todos os sectores da novela, ligando-os e traçando-lhes um estilo, uma marca. “Tento ser o mais fiel à realidade para provocar a identificação com o público. E dar modernidade à estória para criar um distanciamento de 1982”, explica. E o toque de modernidade passa pela escolha de novos espaços em Lisboa, como o Parque das Nações, e nova forma de montagem e linguagem televisivas.
Atento às gravações está também António Cordeiro, director de actores. “Nesta novela, e dado tratar-se de um remake, o elenco tem de ter uma abordagem diferente às personagens, num estilo que se quer moderno e naturalista”, explica.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close