RTP

Séries da RTP são um fracasso de audiência

A estratégia de programação que a RTP1 adotou a partir de setembro está a ser um fracasso de audiências. As quatro séries são vistas por menos de 250 mil telespetadores. O diretor-geral de antena e programas da TVI, Bruno Santos, crítica que «a RTP está a trabalhar para outro país. Já não é para Portugal». O responsável da TVI, salienta que a série espanhola Príncipe, emitida na RTP2, tinha mais audiência que as portuguesas.

Segundo a GFK, a série com maior audiência é o Miúdo Graúdo, exibida à sexta-feira, com uma média de 247.400 tespectadores e 5,7% de quota de mercado. Em segundo está a série Dentro, emitida à quinta-feira com uma audiência média de 208.400 telespetadores e um share de 4,7%. Na terça-feira, Mulheres Assim é vista por 189.200 portugueses [4,6% de quota média], enquanto Os Boys [quarta-feira] tem uma audiência de 199.100 indivíduos e um share médiode 4,3%.

Em declarações ao CM, o administrador da RTP, Nuno Artur Silva defende que «a RTP não está numa lógica de mercado. Para fazer audiências estão os privados, para fazer propostas estruturadas está a RTP». Segundo o responsável pelos conteúdos, as fracas audiências registadas não são motivo para mudar a estratégia de programação.

7
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
laurinda maria morgadoRicardoEMPIRE PROPERTYPedro BarrosLuís Filipe Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
hotelo
Visitante
hotelo

Se ele anda se preocupado com a tvi … é que fazia bem

Mariana Senhorim
Visitante
Mariana Senhorim

A RTP de facto “não está numa lógica de mercado”, está como sempre esteve mas talvez nunca tanto como hoje, numa de dar emprego a amigos, desde produtoras a guionistas, passando por actores e apresentadores, pessoas que trabalhavam de graça (ou quase) no canal Q estão agora a ser compensadas na RTP. Escandalosa a impunidade como se gere um canal supostamente público.

Luís Filipe
Visitante
Luís Filipe

A série ‘Os Boys’ é péssima. Más interpretações, má narrativa… Serviu só para gastar dinheiro e dar emprego a uns quantos.

Pedro Barros
Visitante
Pedro Barros

Falando apenas das séries que vi (um episódio cada) não é difícil perceber o fracasso… os enredos são pouco interessantes, muitas vezes confusos, e não prendem atenção. Para além disso o canal parece estar mais preocupado em fazer divulgação criativa e “trocadilheira” do jogos de futebol do que de programas próprios… Lembro-me da série Cidade Despida, mil vezes melhor que estas, com uma protagonista forte, e uma história forte e interessante… até mesmo o Liberdade 21 era muito mais cuidada… é pena

EMPIRE PROPERTY
Visitante
EMPIRE PROPERTY

A RTP não pode desistir, ao contrário das privadas a RTP está a pensar no futuro e todos sabemos que a televisão não vai ser igual a hoje e muito menos os conteúdos, daqui a 30 anos quem vai ver novela? É um formato antigo ao qual a RTP fez bem despegar-se . As séries sim têm pouca qualidade à excepção de “Dentro” que na minha opinião é excelente, top notch, não tem produção de estrangeiro mas história tem de certeza, um enredo fantástico que faz com que queremos sempre acompanhar. O que falta á RTP é uma série de… Read more »

Ricardo
Visitante
Ricardo

Exato, Empire assino por baixo.O A RTP está no caminho certo e não pode abrandar o ritmo.O Bruno devia estar quieto e calado por que só diz asneiras pela boca fora.Devia falar mas é em que pais vive a TVI.A TVI vive na Venezuela,no México e na Argentina.É nesses países subdesenvolvidos que se inspira na programação.Esse é o passado da ficção em Portugal que tem que ser mudado de vez.Tem que se aproveitar o DVD e blue ray e fazer séries de curta duração para puder fazer a transição para esses formatos.A RTP vive na Europa Ocidental e aí que… Read more »

laurinda maria morgado
Visitante
laurinda maria morgado

Porque a RTP foi hoje para a rua com tanto frio!!!!se as audiências cada vez mais são um desastre!!!

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close