RTP

RTPN tem o melhor ‘share’ de sempre

O mês de Julho é um mês grandioso para o canal de notícias da RTP. A RTPN vai atingir o melhor share de sempre, devido, principalmente, à transmissão da Volta à França.

A RTPN vai terminar este mês com a melhor quota de mercado de sempre, cerca de 2,2% de share, mais quatro décimas em relação ao mês anterior.

A SIC Notícias também tem crecido. No primeiro trimestre deste ano, o canal terminou com 3,8% de share, mais três décimas que o mesmo período de 2007. Em relação ao crescimento do mercado, José António Teixeira, director da SIC Notícias, diz ao jornal “Diário de Notícias” que “a gestão racional de um canal de informação, mesmo quando é líder, não se compadece, por exemplo, com a compra de grandes eventos desportivos, seja a Volta à França ou jogos da Taça UEFA”, acrescentanto que “Acredito na concorrência e num mercado aberto. Estou habituado a cumprir orçamentos”.

A SIC Notícias, líder dos canais por cabo, deverá ter, no mês de Julho, 3,6% de share. “Nesta altura, o tempo médio de contacto com a SIC Notícias ultrapassa os 19 minutos, o que é um resultado fantástico – não há outro canal de notícias em toda a Europa com este tempo médio de visionamento”, diz José António Teixeira.

Em relação os resultados alcançados pela RTPN, José Alberto Lemos diz que os mesmos se devem, também, com a reestruturação da grelha que se iniciou em Junho e que serve “como rampa de lançamento para as mudanças que ocorrerão em Setembro”, prometendo que “Será um canal com uma nova dinâmica”.

Em relação ao TVI24, canal de informação por cabo que a TVI deverá estrear no primeiro trimestre de 2009, José Alberto Lemos afirma que tem “sérias dúvidas de que o mercado sustente um terceiro canal de informação”, acrescentando que “Também me parece que o perfil noticioso da TVI se coaduna pouco com um canal no cabo”. E conclui dizendo que “o mercado português é pequeno mesmo que, por vezes, revele alguma elasticidade” e que “Estamos preparados, como estivemos no passado, para novos desafios. Mas convém ter presente que um mercado pulverizado prejudicará a qualidade da oferta”.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close