RTP

RTP teve milhões de euros de receitas misteriosas em 2012

rtp

rtp

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), apesar de não ter total conhecimento da gestão dos dinheiros públicos, encontrou uma receita de 628 milhões de euros recebida pela RTP, cuja fonte é desconhecida. O problema é que apenas 119 milhões desse montante deram entrada na conta à ordem do Tesouro.

Ainda que a televisão pública garanta que «tem dado cumprimento» à obrigação de apresentar as suas movimentações de tesouraria ao IGCP, um relatório do Tribunal de Contas (TC) publicou ontem que «a conta (…) ainda não revela integralmente a movimentação de fundos públicos pelos serviços da Administração Central», cita o Diário Económico.

Devido a só ter entrado 119 milhões na conta, o TC acredita que, em 2012, a maior parte dos fundos foram movimentados fora da tesouraria do Estado. Além disso, uma fonte oficial da RTP revelou que muitas das receitas «não ficam depositadas no IGCP, pois são utilizadas para pagamentos dos custos operacionais correntes».

De recordar que a IGCP foi aplicada para otimizar os dinheiros públicos e reduzir as necessidades de financiamento externo. Porém, tudo isto acontece numa altura em que o canal público encontra-se em reestruturação. Atualmente, estão a ser executados os despedimentos amigáveis, a promover o investimento em parcerias e encontram-se à espera dos resultados da empresa de estudos de mercado Amint, com o intuito de saber quais os programas que devem ser transmitidos no horário nobre, conforme o A Televisão adiantou.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close