RTP

RTP “sem espaço para reality-shows”


Há quase três meses à frente da programação da televisão pública, Hugo Andrade dá a primeira entrevista desde que assumiu o cargo à edição desta semana da revista TV 7 Dias.

Nesta conversa, o responsável abordou os conteúdos que o canal que dirige pode apresentar: “Cabe tudo em televisão. Há uma coisa de que não abdico: seja qual for o formato, tem de revelar um enorme respeito pelos telespetadores e participantes. Bons ou maus, não se ridiculariza ninguém ou brinca em excesso com as emoções das pessoas prefiro priveligiar o talento do que o resultado. Digo isto sem querer parecer simpático, mas o José Fragoso tinha um posicionamento com que eu concordo – não existe espaço na RTP para reality-shows. Não faz sentido! Já quanto às novelas tenho uma ideia diferente: ele defendia que não deveria haver novelas em prime time, o que subscrevo, mas entre brasileiras e portuguesas… prefiro uma portuguesa. Mas não é, para mim, uma prioridade. A SIC e a TVI fazem muito bem as novelas”, defende o irmão de Serenella Andrade.

Quanto às alternativas que a RTP poderá seguir, o diretor de programas foi perentório: “Nós temos outras coisas para fazer e isso passa pelos vários tipos de ficção. Ou fazemos nós… ou ninguém faz. Penso que é por aí que temos de seguir, pois é na complementaridade e diversidade de oferta que apostamos. Temos de ter ficção histórica, mas contemporânea e até experimentalista, dar oportunidade aos novos atores”, finalizou.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close