RTP

RTP já disponibiliza 73 programas na Internet

A RTP tem actualmente 73 programas que podem ser vistos em ‘video-on-demand’ no seu ‘site’, entre formatos de informação, de entretenimento e de desporto. A série ‘Conta-me Como Foi’ foi um dos últimos a ser colocado ‘online’, de forma gratuita para todos os utilizadores


50 a 55% dos utilizadores acede a estes conteúdos

“Acompanhar o público onde ele estiver, independentemente do local”. Esta é a filosofia que está por base na área multimédia da RTP, que actualmente disponibiliza 73 programas de televisão no seu site (em exibição nos vários canais do grupo), e que os utilizadores podem ver em sistema de video-on-demand (que permite aos cibernautas assistir aos vídeos quando quiserem), de forma legal e gratuita.

A série Conta-me Como Foi, que está actualmente a ser exibida, pela segunda vez, na RTP1 e a recém estreada KM Zero, na RTP2, sobre bandas portuguesas, estão também agora disponíveis no site (www.rtp.pt). O portal disponibiliza ainda inúmeros conteúdos de arquivo da estação, sem contar com os programas de rádio, que também já estão online.

Segundo explicou ao DN Francisco Teotónio Pereira, responsável pela área de multimédia da estação pública, são já entre “50 a 55% dos utilizadores do site que acedem a conteúdos de video-on-demand, podcasts, videocasts ou streaming”. O site da RTP é, aliás, o líder do ranking dos mais vistos do seu sector, tendo “uma média de 2,5 milhões de visitas por mês e 13 milhões de page views”, salientou este responsável. “40% dos acessos ao nosso site são de pessoas fora de Portugal”, acrescenta.

Existem diferentes maneiras de aceder a estes conteúdos – uns apenas podem ser vistos na Internet enquanto noutros é possível fazer o download ou gravar para um leitor mp3- devido aos direitos destes programas. “Devido á origem dos conteúdos, muitos estão condicionados”, explica Francisco Teotónio Pereira. Mas esta realidade deverá mudar, já que a “lógica da Internet é de partilha”, acrescenta.

A colocação dos programas no site da RTP faz parte “da estratégia de programação que será seguida” em cada um destes formatos na televisão. No entanto, a estratégia da estação pública tem sido “alargar a oferta à medida que a procura de conteúdos na internet também aumenta”, refere o responsável. “A Internet traz um novo conceito diferente da televisão, o anytime em vez do primetime“, conclui.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close