RTP

“A Minha Geração” termina dia 21

O programa de horário nobre de domingo da RTP1, apresentado por Catarina Furtado, vai terminar este mês, sem ter obtido grandes resultados audiométricos. A última emissão do programa, que teve a difícil tarefa de concorrer com “Zé Carlos” e com as novelas da TVI, será no dia 21 deste mês.

Em relação ao programa, a apresentadora, Catarina Furtado, disse ao jornal “Diário de Notícias” que este “Não é um programa como os outros, as pessoas podem gostar dos anos 70, mas depois já não gostam dos 80” e “também não tem as características necessárias para atingir grandes audiências: a vertente concurso e a vertente humorística”. A concorrência também não ajudou, mas “O programa funcionava como uma verdadeira alternativa às telenovelas e aos Gato Fedorento [no mesmo horário aos domingos].”

No decorrer no programa houve dificuldades e houve quem não aceitasse participar. Foi o caso dos Xutos & Pontapés. “Tive muita pena, mas gosto deles na mesma e vão ter uma homenagem.”, disse a apresentadora. No caso dos cantores internacionais, os cachets eram muitas vezes incomportáveis, mas no panorama nacional muitos adoraram poder cantar de novo: “Lembro-me do Eduardo Nascimento, levamo-lo lá e ele já não cantava há imenso tempo.”, disse.

Restam apenas três emissões, mas a apresentadora mostra-se feliz pois “Fizemos coisas arriscadas e difíceis de concretizar e eu estou muito orgulhosa delas” e acrecenta que o programa “proporcionou encontros geracionais e permitiu utilizar imagens de arquivo que fazem parte do património da RTP”.

«O programa de recordações reúne semanalmente grandes êxitos dos anos 60, 70 e 80 passando também pela música do século XXI. Figuras como Eduardo Nascimento, Natércia Barreto ou Maria Armanda foram convidados que Catarina Furtado lembrou com carinho e que a fizeram voltar ao tempo em que estes artistas “brilhavam com o microfone”. Por entre os êxitos portugueses e internacionais que levou ao programa, Catarina não consegue destacar um momento. “Eu chorei, ri e dancei a relembrar as músicas que os meus pais punham a tocar lá em casa”, contou a apresentadora.», escreve o jornal.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close