RTP

Profissionais da televisão portuguesa comentam concessão da RTP

RTP1

O anúncio quanto ao futuro da RTP, feito por António Borges (conselheiro do Executivo para as privatizações), tem abalado a opinião pública. Em declarações à TV Mais, alguns profissionais da televisão reagiram a esta possibilidade. E a opinião é quase unânime, pois quase todos demonstram estar contra esta proposta.

Herman José: «Para mim o serviço público português de televisão encerra uma carga emocional positiva, que me leva a fazer orelhas moucas a todos os argumentos políticos e financeiros usados para defender a sua concessão».

Ruy de Carvalho: «Julgo que o serviço público é muito importante para o país e não deve deixar de existir. Tendo em conta isso, não estou de acordo com o que está a acontecer».

Teresa Guilherme: «A concessão da estação pública não me choca, pois nunca notei na RTP o chamado ‘serviço público’, pois penso que a RTP1 é um canal igual aos outros (privados)».

Júlio Isidro: «Do meu ponto de vista, a concessão da RTP1 é pôr em causa a própria democracia. Ter uma televisão pública é essencial num país democrático».

Já Eládio Clímaco diz que esta é uma «proposta escandalosa», enquanto Manuela Moura Guedes alega que «é perder a identidade do país».

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close