RTP

Produções Fictícias pode deixar de colaborar com a RTP

Produções Fictícias

Produções FictíciasA colaboração das Produções Fictícias não é  do agrado do atual Governo e está agora sob a «mira» da nova Administração, recém-empossada pelo Executivo. A produtora de Nuno Artur Silva pode vir a deixar de criar skethcs humorísticos para a estação pública, por se ter mostrado, Nuno Artur Silva, crítico do Governo. Herman José já terá mesmo sido aconselhado a mudar de produtora.

Alguns projetos estão apalavrados e até já começaram a ser desenvolvidos pelas Produções Fictícias para a RTP, mas tal facto não impede que a colaboração chegue ao fim. O talk show de Herman José irá continuar em 2013, mas até ao final da semana estaria a ser aconselhado a arranjar outra produtora, segundou apurou a revista TV 7 Dias. A indicação terá sido dada por Alberto da Ponte, presidente do Conselho de Administração, ao diretor de programas, Hugo Andrade, que continua a fazer reuniões «sem fechar compromissos», segundo disse uma fonte da produtora à mesma publicação.

Em relação ao facto de as Produções Fictícias virem a deixar de colaborar com a estação pública, «o Hugo está a fazer tudo o que pode, mas percebe-se que as decisões não passam por ele», disse a mesma fonte, em alusão ao facto de Luís Marinho e a Administração terem a última palavra.

  • NC

    Criticava-se que o governo socratiano queria controlar e manipular a comunição social com o seu Gabinete de Image e Comunicação. Estes vão mais longe saneando qualquer humor que possa emitir imagem negativa do governo e do país. Assim acaba o “Estado de Graça” e se afasta as PF. Somos um país cada vez mais próximo da ditatura (legal).

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close