RTP

“Princípes do Nada” regressam dia 26 à RTP

Falta pouco mais de uma semana para a terceira série do programa de Catarina Furtado regressar à antena da televisão pública. A apresentação à imprensa decorreu na tarde desta quinta-feira e já está confirmado. Príncipes do Nada estreia dia 26 de março e estará em antena durante 13 semanas.

Nesta nova série, Catarina Furtado, o realizador e produtor Ricardo Freitas e o repórter de imagem Hugo Gonçalves (da produtora “Até ao Fim do Mundo”) viajam até Moçambique, Haiti, Sudão do Sul e Índia. Um relato, na primeira pessoa, do trabalho de voluntários, organizações não-governamentais, organismos da ONU, organizações religiosas e da Cooperação Portuguesa através do IPAD nestes países em desenvolvimento é o que os portugueses vão poder ver.

Todavia, à semelhança do que aconteceu na primeira série, Portugal é também retratado através de exemplos que provam que as ONG e os voluntários têm uma imensa responsabilidade no combate às desigualdades sociais também no nosso país. Destaque para o enfermeiro Márcio dos Médicos do Mundo no apoio aos idosos do Porto, para o Centro Português para os Refugiados para mostrar como é ter esta condição em Portugal, para a realidade das mães detidas na prisão de Tires e dos seus filhos que vivem lado a lado, na Casa da Criança, e para a homenagem aos bombeiros, profissionais e voluntários, através da Corporação de Bombeiros Mistos do Seixal.

Histórias humanas que apelam à nossa consciência de cidadãos e a uma urgência de atuação.
Histórias que nos mostram como o mundo é profundamente desequilibrado e injusto apesar do grande esforço de muitos. Para ver às segundas-feiras, na RTP 1, logo após o Telejornal!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close