RTP

“Portugueses pelo Mundo” viajou até Riade

Portugueses pelo Mundo

A equipa do ‹‹Portugueses pelo Mundo›› viajou até Riade, capital e maior cidade da Arábia Saudita. Para um ocidental, este será, porventura, um dos locais onde o choque cultural é maior. Mas no meio de regras e tradições tão diferentes, descobrimos uma cidade na qual os nossos portugueses se adaptaram e aprenderam a gostar de viver. Uma cidade que soube unir como poucas as tradições antigas e o gosto pela modernidade.

Telmo Lopes Ferreira, 53 anos, Diretor de Produção, natural da Marinha Grande. 
Enquanto o barbeiam, Telmo apresenta-se: de seguida vamos para a Zona Industrial 2 onde exerce a sua profissão, aproveitando para explicar algumas das vantagens fiscais de quem trabalha no país. No país do petróleo, paramos para encher o depósito e vamos até Al Zilfi, onde somos convidados para um convívio à moda saudita com direito a comida tradicional, tendas, música e até ioga.

Filipe Barros Rodrigues, 35 anos, Fisioterapeuta, natural de Lisboa. 
No condomínio fechado onde vive com a mulher e dois filhos, ficamos a conhecer o Filipe que nos mostra como uma família ocidental vive o dia-a-dia em Riade. Em passeio, vamos até Diriyah, a cidade onde o reino da Arábia Saudita foi fundado e onde ficamos a conhecer um pouco da história do país. O fim do dia é passado no treino do Al Hilal Sport Club, o clube onde é fisioterapeuta e aproveita para fugir ao calor. A noite acaba num centro comercial onde observamos a interação, diferente para nós, entre os jovens sauditas.

Norberto Pais, 34 anos, Engenheiro Civil, natural de Coimbra. 
É num típico mercado de camelos que Norberto se apresenta. Estes mercados são uma parte importante da economia saudita e Norberto aproveita a oportunidade para um passeio em cima de um dos animais. Já no centro de Riade, na rua Olaya, Norberto fala sobre os transportes e o estilo de vida consumista da cidade e conduz-nos até à Universidade feminina onde é responsável pela equipa de trabalhos exteriores. Explica-nos as dificuldades de trabalhar num local onde é proibido qualquer contacto, ainda que apenas visual, entre homens e mulheres. Despedimo-nos do nosso convidado num típico restaurante, entre amigos e muita comida.

Sofia Macedo, 29 anos, Enfermeira, natural de Braga. 
Sofia é enfermeira no hospital Rei Faisal e é lá que a encontramos e observarmos a sua rotina de trabalho e onde nos apercebemos de algumas das diferenças fundamentais entre esta e a nossa cultura. Na zona antiga da cidade e acompanhada pelo motorista, passeamos com a Sofia que nos fala sobre algumas regras e tradições sauditas. Vamos às compras ao mercado, onde vemos incensos, perfumes e abayas (túnica tradicional). De uma forma mais relaxada, vamos a um restaurante muito frequentado por ocidentais onde temos uma vista privilegiada da cidade. E não nos vamos embora sem uma festa em sua casa.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close