RTP

«Podíamos ter melhores textos» defende Lúcia Moniz

A cantora e atriz portuguesa que atualmente protagoniza a série da RTP «Maternidade» é crítica quanto aos argumentos da ficção nacional. Quando questionada pelo Correio da Manhã acerca da ficção nacional, Lúcia Moniz é clara e acha que «se pode fazer ainda muito melhor», justificando-se dizendo que «podíamos ter melhores textos».

De facto, a atriz defende a importância dos argumentos, pois «um texto bem escrito é saboroso de ser trabalhado e facilita-nos a interpretação», sendo que Lúcia Moniz não adianta exemplos de produções que pudessem ser melhor escritas.

Além disso, a Madalena de «Maternidade» diz ainda que «algumas vezes» trabalha com alguma frustração, apressando-se a dizer que não é apenas culpa «de quem escreve, porque, às vezes é dado um tempo curto aos autores. E não é qualquer um que cria de um momento para o outro.» Por outro lado, este ritmo de trabalho exigido muitas vezes em televisão também leva os atores a «perderem qualidade quando têm de fazer 40 cenas por dia.» Assim, a atriz destaca o ritmo de trabalho como principal fator de perda de qualidade da ficção nacional, não querendo estar a «atirar pedras aos guionistas!»

Apesar destas críticas, Lúcia Moniz mostra-se satisfeita e entusiasmada com a sua participação na série da RTP, considerando que é estimulante, na medida em que tinha «um realizador que queria inovar, câmaras capazes de explorar outras formas estéticas de fazer ficção…»

  • AnOn

    Claramente está a referir-se às novelas.
    DD sendo líder e a novela do ano tem um bom argumento.
    Está a referir-se às outras!

    • Daniel Marques

      Se calhar… sim, provavelmente.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close