RTP

Pedro Passos Coelho: “A RTP não vai ficar como até aqui”

Em entrevista concedida esta noite à RTP e conduzida pelo subdiretor de informação, Vítor Gonçalves e editor de política, Paulo Ferreira, o Primeiro-Ministro (PM) falou das medidas de austeridade para 2013, regresso dos subsídios e entre outros assuntos, do futuro da estação pública de rádio e televisão.

Questionado sobre a controversa hipótese adiantada por António Borges a Judite Sousa, na TVI, o PM afastou a hipótese da concessão da empresa a grupos estrangeiros, afirmando, “Não creio que essa hipótese deva ser considerada”, ainda assim o mesmo cenário, mas com empresas portuguesas é uma das hipóteses.

Pedro Passos Coelho garantiu ainda que “A RTP não vai ficar como até aqui”, apresentando o valor de 1 milhão por dia, como custo aos portugueses do grupo estatal de comunicação para sustentar. A este número, Vítor Gonçalves, contrapôs com a indemnização compensatória prevista no Orçamento do Estado para 2012, no valor de 280 milhões de euros.

Resta aguardar pelas próximas semanas ou meses, para uma decisão final do governo, no que à RTP diz respeito.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close