RTP

“O humor vive da nossa realidade”

A quebra nas audiências de ‘Os Contemporâneos’, a mais recente aposta da RTP 1 no humor, não intimida o director de Programas da estação pública.


“O programa está a fazer o seu caminho e os resultados estão em linha com a nossa expectativa”, disse José Fragoso, referindo-se ao formato conduzido por Bruno Nogueira e Maria Rueff, que estreou a a 4 de Maio com 9,7% de audiência e 31,3% de share, mas cuja emissão de dia 18 caiu para os 7% de audiência e 16,6% de share.

José Fragoso entende que a grelha da RTP precisa de ter ‘programas de humor diferenciados’, por isso promete continuar a descobrir novos conteúdos neste universo. A próxima estreia, dia 3, é ‘Telerural’, espaço de humor semanal da RTP 1, que será emitido às terças-feiras pelas 21h30, protagonizado por ‘Quim e Zé’, os dois habitantes de ‘Curral de Moinas’,a rubrica de humor da ‘Praça da Alegria’ há mais de dois anos.

A propósito do novo formato, o director de programas da RTP 1 afirma que as 13 emissões previstas vão ter ‘todas as condições para vingar’. ‘Os programas de humor vivem da nossa realidade. O humor deve tocar tabus, não pode estar limitado a condicionalismos. É preciso ter a capacidade de encaixe para perceber o que são conteúdos de humor’, sublinhou Fragoso depois de anunciar que ‘Telerural’ não só vai brincar com o universo rural mas também com a ‘informação, os diferentes géneros jornalísticos’ e até ‘os jornalistas’. Sempre sem pôr em causa o bom nome de alguém. Porque, insiste o responsável da estação pública, ‘o humor tem de tratar todos os temas. É pena que o humor em Portugal seja demasiado paroquiano’, lamenta.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close