RTP

Nova grelha da RTP1 não convence

Os Filhos do Rock contará com realização e produção de Leonel Vieira
Os Filhos do Rock contará com realização e produção de Leonel Vieira

Nova imagem RTP1 2013

Foi no passado dia 14 de janeiro que a RTP1 estreou a nova grelha.

Numa altura em que a estação pública não recebe indemnização compensatória, os lucos obtidos pela publicidade são um factor chave para a sobrevivência da empresa. Contudo, com valores próximos dos 10% de quota de mercado a estação pública pode receber menos dinheiro.

Alberto da Ponte, presidente do conselho de administração da RTP fixou uma meta: até ao final de 2014 a RTP1 registar 22% de quota de mercado média. Mas as apostas de Hugo Andrade, diretor de programas estão longe dessa meta, como se pode verificar pelos resultados da série Sinais da Vida, que ronda os 300 mil espectadores.

Entre as apostas da estação, Depois do Adeus, com um share médio de 9,5% é aquela que tem obtido melhores resultados. Logo de seguida, surge a série de humor Odisseia,com uma média de 6,6% de share. Mas há programas que não chegam aos 200 mil espectadores, como é o caso de  Quem é que Pensas que És? e Conta-me História.

Em declarações ao Sol, Hugo Andrade referiu que «em alguns dias os resultados estão aquém das previsões», ressalvando, porém que os valores estão «em linha» com a sua expectativa. «Quando se muda substancialmente o perfil de uma programação, o primeiro embate é sempre de algum recuo nos resultados», revela, acrescentando que a RTP está «no início de um novo ciclo», motivo pelo qual necessita tempo. «A SIC demorou 10 anos para voltar a discutir a liderança do mercado. A TVI demorou oito anos até se impor», relembra.

Os cortes na despesa da RTP tornam-se «um desafio» para o diretor de programas da estação pública, que admite falhar o objetivo de Alberto da Ponte:«Acredito nessa possibilidade, mas os números poderão ser outros em função das tendências de mercado».

Numa altura em que está quase a fazer um ano que a GfK passou a ser a medidora oficial de audiências em Portugal, Hugo Andrade deixa críticas à empresa:«A GfK nunca deu sinais de ter capacidade para resolver o que quer que seja».

Recorde-se que hoje é apresentada a nova grelha da RTP2 [notícia aqui].

  • Miguel

    Os 22% apontados pelo Alberto da Ponte referiam-se à soma da RTP1 e RTP2, e não apenas do canal 1.

  • ze

    não convence porque estamos em Portugal, onde o povo se interessa mais por novelas e casa das p….

  • lorZZ

    Com calma a RTP chega lá!

  • r

    Penso que a RTP podia ter Filmes Fortes ás 18H de 2º a 6º

    A RTP precisa de ir com calma pois agora está numa fase de mudança,as pessoas que lá trabalham estão de parabéns vão fazendo o que podem.

  • A culpa foi do incompetente do Fragoso que conseguiu desmantelar toda a programação bem oleada deixada por Nuno Santos.
    Numa altura em que a RTP superava a SIC nas audiências, e que se preparava para entrar em força no horário nobre com o remake de “Vila Faia”, esse senhor, despachou a produção para as tardes de fim-de-semana e acabou por mata-la…

    Além disso, tornou a RTP numa Praça da Alegria permanente de 2ª a Domingo durante a manhã e tarde…

    A nova grelha está bastante diversificada e interessante… mais vai demorar tempo até que os portugueses lhe dêem atenção… a RTP está meio “esquecida”….

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close