RTP

Jorge Gabriel desvaloriza crescimento de “Querida Júlia”

Apesar de Júlia Pinheiro considerar a Praça da Alegria o elo mais fraco das manhãs das generalistas, Jorge Gabriel não concorda com a apresentadora da SIC. Afinal, e se há algum programa que vence o talk-show da RTP1, então ele é Cartas da Maya – O Dilema: «Quem tem ganho a Praça da Alegria é Cartas da Maya – O Dilema. É assinalável que as pessoas se esforcem muito e é importante reconhecer o mérito de Maya». Em relação à subida na audiência média de Querida Júlia na última semana, o colega de Sónia Araújo não esquece que, da mesma forma que o formato alcançou o seu máximo, também conseguiu atingir valores muito baixos. «Nessa mesma semana, o programa da Júlia Pinheiro fez 17% [de share]», garante à TV Guia.

O apresentador da RTP acrescenta ainda o seguinte: «Estamos todos os dias a trabalhar e não temos a pressão que ela tem. «Nós vivemos com a pressão do serviço público. Ela de ter a segunda posição nas audiências. Cada um vive com as suas pressões».

Por fim, e sobre o futuro da Praça da Alegria, Jorge Gabriel adianta que se procurará apostar na diversidade dos temas: «(…) os programa são diferentes, graças a Deus. Praça da Alegria modifica-se todos os dias e sabemos quais as nossas obrigações. As audiências também nos movem, mas não são, elas sim, o elo mais forte».

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close